Política | Economia

Dino é pressionado a reduzir carga tributária do MA na pandemia

Debate voltou à tona diante da decisão do comunista de mandar fechar bares e restaurantes na Ilha de São Luís
Gilberto Léda / Da Editoria de Política18/03/2021 às 08h56
Dino é pressionado a reduzir carga tributária do MA na pandemiaFlávio Dino é pressionado pela diminuição de impostos (Reprodução)

SÃO LUÍS - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), tem sido pressionado a reduzir alíquota de ICMS no estado, ou a isentar empresas do seu pagamento, em casos específicos, em meio à pandemia da Covid-19.

O debate voltou à tona diante da decisão do comunista de mandar fechar bares e restaurantes na Ilha de São Luís, e pagar um auxílio de R$ 1 mil por estabelecimento, enquanto estados como os do Ceará e de Alagoas isentaram milhões em impostos de empresas do mesmo setor. São Paulo deve reduzir ICMS da carne.

No Twitter, a ex-governador Roseana Sarney (MDB) considerou "muito pouco" o auxílio de Dino. "Melhor devolver parte do ICMS recolhido para que eles não demitam e paguem o salário dos seus funcionários até reabrirem", opinou.

Já o deputado Wellington do Curso (PSDB) solicitou do governador a redução da alíquota de ICMS da gasolina.

Ele lembrou que parte dos impostos pagos pelos consumidores de combustíveis vai para o Fundo Maranhense de Combate à Pobreza (Fumacop), que somente em 2020 arrecadou mais de R$ 700 milhões. "E ninguém sabe onde esses recursos foram aplicados", disse.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte