DOM | Dia Internacional da Mulher

Sexo frágil? Nada disso!

Para marcar Dia Internacional da Mulher (8 de março), conheça algumas histórias do cotidiano de guerreiras
06/03/2021

São Luís - “Dizem que a mulher é o sexo frágil. Mas que mentira absurda!”. O trecho da música “Mulher”, do cantor e compositor Erasmo Carlos, nos mostra que de sexo frágil as mulheres não têm nada. O fato é que, desde os primórdios, a mulher desempenha um papel fundamental na sociedade, não foge à luta, não se intimida diante dos obstáculos. Pelo contrário, tem a capacidade de transformar o medo em força. No palco da vida, a mulher tem uma jornada árdua e desempenha vários papéis.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte