Geral | Preocupante

Maranhão registra primeiro caso de nova variante do coronavírus, informa SES

Ainda de acordo com a nota, a mulher seria "Guarda Municipal" e apresentou sintomas da doença, como "tosse, perda de olfato e paladar
Thiago Bastos / O Estado 26/02/2021 às 20h30
Maranhão registra primeiro caso de nova variante do coronavírus, informa SESCaso é de uma mulher que não tem histórico de viagem (Banco de imagens / Freepik)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que o Maranhão possui pelo menos um caso da nova variante da Covid-19 em seu território. De acordo com a pasta, trata-se de uma mulher de 35 anos que reside no município de Paço do Lumiar (Região Metropolitana de São Luís) que não possui qualquer histórico de viagem.

Ainda de acordo com a nota, a mulher seria “Guarda Municipal” e apresentou sintomas da doença, como “tosse, perda de olfato e paladar”. Como não apresentava comorbidade, a mulher cumpriu quarentena em isolamento domiciliar e está em plena “recuperação”;

De acordo com o Governo, a mulher se submeteu ao exame RT-PCR coletado no Hospital São Luís e enviado ao Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão que encaminhou a amostra à Fiocruz.

A confirmação da primeira ocorrência de paciente com a variante da doença, identificada inicialmente no estado do Amazonas preocupa autoridades. Em entrevista nesta sexta-feira (26) após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o secretário de Saúde do Maranhão e presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, informou que a situação nos próximos meses deverá piorar.

Segundo Lula, os meses de março e abril deverão ser “os piores” desde a pandemia. “Vamos colocar de lado outras disputas e colocar num rumo só para enfrentar a doença. Todos os estados têm tentado criar mais leitos, mas apenas criar leitos não adianta. A gente precisa também de ajuda da sociedade. A sociedade tem de entender que não é hora de fazer festa, não é hora de estar junto”, disse ao portal G1.

Hoje (26) a pandemia no Brasil completa um ano exatamente. No Maranhão, após quase este período, segundo as autoridades, após a confirmação da primeira variante, não estão descartadas medidas mais duras. Recentemente, a Defensoria Pública do Maranhão (DPE) elaborou Ação Civil Pública requerendo do Judiciário a decretação de lockdown no Estado.

Na ocasião, o juiz responsável pela peça, Douglas de Melo Martins, disse que a medida, de forma preliminar, não era necessária. No entanto, algumas medidas de restrição foram tomadas, como a proibição de eventos em bares e realização de festas.

O Maranhão registra até esta sexta-feira (26) 5.012 óbitos em virtude da pandemia. A taxa de leitos de UTI na Grande Ilha, no momento, é superior a 90% e São Luís registra 30.242 casos da doença.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte