Cidades | Baixa no estoque

Com estoque crítico no Hemomar, ônibus de coleta de sangue vai às ruas

Estoque de sangue está defasado no estado e medida do Hemomar é uma forma de conscientizar a população e aumentar a doação de bolsas de sangue; expectativa é de garantir pelo menos 250 bolsas por dia
Bárbara Lauria / O Estado 19/02/2021
Com estoque crítico no Hemomar, ônibus de coleta de sangue vai às ruasÔnibus do Hemomar percorrerá a cidade em busca de doação de sangue (Paulo Soares / O Estado)

São Luís – Um ônibus equipado para a doação de sangue e que ficará estacionado em pontos estratégicos da cidade foi disponibilizado em São Luís, pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar), como uma maneira para garantir que haja melhora no estoque de sangue do estado, com grande defasagem desde o início da pandemia da Covid-19. A expectativa, segundo o Hemomar, é de que ocorra pelo menos 250 doações por dia, apenas na unidade móvel.

Taynara Pereira, estudante de enfermagem, foi uma das doadoras no primeiro dia de campanha itinerante. Já acostumada a doar sangue na sede do Centro, localizada na Jordoa, a estudante conta que a unidade móvel facilitou a doação, até pela localização. “Eu já estou acostumada a doar e fazia um tempo que não ia, então decidi ir, até mesmo porque uma pessoa próxima a mim precisava de doação, mas não há estoque suficiente. Então, eu pesquisei e vi que ia ter a campanha aqui, que é mais perto da minha casa, e decidi vir”, relatou a jovem.

Nesta sexta-feira, 19, a campanha está sendo realizada na Praça Deodoro, Centro, ao lado da Biblioteca Pública Benedito Leite, das 8h às 18h. A partir do sábado, 20, será iniciada uma programação com a unidade móvel no Parque do Rangedor, Calhau. De acordo com o diretor da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), José Wilson Carvalho, o objetivo é que a unidade percorra todo o Maranhão para ter acesso às comunidades e incentivar a doação de sangue.

“Nossa intenção é acelerar uma agenda aqui na capital, zona metropolitana, com algumas capacitações ainda durante este mês e no próximo. Mas, esse ônibus vai rodar todo o estado, ao longo do ano. A gente centraliza as coletas da região metropolitana para cá (sede, na Jordoa) e as dos interiores nós enviamos para os Hemonúcleos do estado”, explicou José Wilson. No interior do estado, os Hemonúcleos estão localizados nas cidades de Imperatriz, Caxias, Balsas e Santa Inês, além dos polos localizados em Pinheiro, Pedreiras e Codó.

Protocolos contra Covid-19
A diretora do Hemomar, Clicia Romênia, destacou que uma das principais medidas foi garantir um protocolo de segurança para evitar qualquer risco relacionado à Covid-19. “Estamos com todo o protocolo de higienização, temos pias, equipamentos e até mesmo o distanciamento entre as cadeiras. Então, a população pode vir doar sem preocupação”.

Além dos protocolos padrões, o local contou com uma equipe com cerca de 10 profissionais de saúde para o manuseio do sangue. A unidade também passou por uma reforma pela Emserh, para ser adaptado para a realidade da pandemia. O ônibus é equipado com toda a estrutura necessária para a doação segura de sangue, como setor de triagem, consultórios, cadeiras de doação, lanchonete e espaço de estabilização.

“A gente recebeu essa demanda para acelerar essa requalificação da unidade móvel, a gente teve que fazer algumas adequações internas para garantir a segurança dos doadores. A gente tinha seis pontos de coleta e reduzimos para quatro para garantir o distanciamento dentro dessa unidade. Fechamos alguns consultórios, algumas adequações, e agora a gente está feliz de está liberando essa unidade para ter a retomada dos níveis de estoque de hecomponentes que estávamos antes da pandemia”, explicou o diretor da Emserh.

Defasagem de estoque
Um dos principais reflexos da pandemia foi a redução da doação de bolsas de sangue em todo o estado, causando impacto, principalmente, nos pacientes que dependem desse estoque. “Hoje, estamos com o nosso estoque crítico. Não somente hoje, pois a gente vem se arrastando durante todo o ano de 2020, com esse estoque. E a intenção é que a gente consiga aumentar e ficar ao menos em um estoque adequado, para poder atender não somente São Luís, mas todo o estado”, ressaltou Clicia Romênia.

De acordo com o relatório divulgado pelo Hemomar na segunda-feira, 15, todos os estoques de tipos sanguíneos estão em estado crítico, com exceção do tipo sanguíneo B-, em que o estoque está em estado “adequado”. No dia 28 de janeiro, o Centro possuía apenas 59 bolsas para atender toda a região metropolitana de São Luís.

SAIBA MAIS

Para doar

Os requisitos básicos para doação são: estar saudável, ter peso acima de 50 kg, apresentar documento com foto (válido em todo o território nacional) e idade entre 16 e 60 anos. Àqueles que tiverem menos de 18 anos devem estar acompanhados dos responsáveis para realizar a doação.

A pessoa será impedida de doar sangue caso seja detectado evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas; tenha feito o uso de drogas ilícitas injetáveis; possua malária; tenha passado por um quadro de hepatite após os 11 anos de idade.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte