Cidades | Em São Luís

Ações educativas visam evitar aglomerações e festas carnavalescas

Uma das áreas visitadas pelos agentes da Blitz Urbana, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e Semmam, foi a Praia Grande, onde, comumente, são realizadas festas nesta época
13/02/2021 às 15h30
Ações educativas visam evitar aglomerações e festas carnavalescas Ações educativas seguem durante o período em que seria comemorado o Carnaval (Divulgação)

São Luís - Seguindo as determinações do prefeito Eduardo Braide, equipes das secretarias municipais de Urbanismo e Habitação (Semurh), Segurança com Cidadania (Semusc), Saúde (Semus) e Meio Ambiente (Semmam) estiveram, na noite de ontem (12), em bairros e bares de São Luís, orientando proprietários e clientes sobre os cuidados para combater a disseminação da Covid-19, em São Luís. As ações educativas seguem durante o período em que seria comemorado o Carnaval.

Uma das áreas visitadas pelos agentes da Blitz Urbana, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e Semmam, foi a Praia Grande, onde, comumente, são realizadas festas nesta época. Por lá, além de esclarecer as devidas orientações para o período, as equipes recomendaram a desocupação do passeio público e o cumprimento de medidas sanitárias indicadas para combater a pandemia, conforme destacou Asbhel Muniz, secretário adjunto de fiscalização da Semurh e diretor da Blitz Urbana.

“Nosso intuito é cooperar no combate à Covid-19 na capital, seguindo as medidas estabelecidas pela Prefeitura de São Luís. Estamos visitando e conversando com proprietários de estabelecimentos em pontos estratégicos da cidade e, também, conscientizando a população sobre os cuidados que devem ser tomados. Na Praia Grande, assim como em outras áreas da cidade, a recomendação é de que vias e passeio público não sejam ocupados por mesas e cadeiras para evitar maiores aglomerações e o descumprimento de outras diretrizes municipais”, esclareceu.

As equipes também percorreram as regiões da Ponta d'Areia, Renascença e Lagoa da Jansen.

Notificações
As ações, que seguem durante o período de carnaval, contam com a atuação de cerca de 50 agentes de órgãos municipais. Embora de caráter educativo, os órgãos têm autonomia para notificar bares e restaurantes que estiverem desrespeitando as regulamentações estabelecidas para o período. “Caso sejam identificadas infrações sanitárias, notificaremos para que ela seja cessada. Não acontecendo isso, em um segundo momento, tomaremos atitudes mais enérgicas que é, justamente, o que esperamos que não seja necessário”, reforçou o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Sanitária do município, Paulo Jessé.

Nos próximos dias, as rondas continuam em diversos bairros da cidade, somadas a outras intervenções que integram o Plano de Enfrentamento à Covid-19 anunciado pelo prefeito Eduardo Braide na última semana.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte