Cidades | Tarifa Social

Equatorial Maranhão, Sedes e Famem discutem perspectivas para 2021

O Maranhão recebeu cerca de 300 milhões de reais em subsídios do Governo Federal, graças ao avanço no cadastro das famílias
11/02/2021 às 14h09
Equatorial Maranhão, Sedes e Famem discutem perspectivas para 2021Reunião aconteceu na sede da Equatorial Maranhão (Divulgação)

São Luís - Durante reunião, realizada na sede da Equatorial Maranhão, na última semana de janeiro, foram apresentados os resultados da Campanha de Cadastramento no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica realizado pela distribuidora de energia elétrica, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado (Sedes) e Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), via termo de cooperação assinado em setembro de 2019.

A campanha estendeu-se durante todo o ano de 2020, realizando ações em todos os municípios do Estado para localizar os consumidores potenciais a receberem o benefício. Encerramos o ano com 928 mil famílias sendo beneficiadas.

Ainda foram discutidos os desafios para 2021 e a continuidade da parceria que deverá concentrar os esforços em buscar os 250 mil consumidores que não estão inscritos no Programa e outras 200 mil famílias que perderam o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica devido à desatualização do cadastro. O Maranhão recebeu cerca de 300 milhões de reais em subsídios do Governo Federal, graças ao avanço no cadastro das famílias.

No dia 18 de fevereiro, acontecerá na Sede da Equatorial Maranhão uma cerimônia virtual para firmar essa parceria para 2021, e contará com a participação do Governador Flávio Dino.

Participaram da reunião o presidente da Equatorial Maranhão, Augusto Dantas, o secretário da Sedes, Marcio Honaiser, o presidente da Famem, Erlânio Xavier, a gerente de Clientes Especiais da Equatorial Maranhão Francila Soares e a secretária Adjunta de Programas Sociais do Governo, Ana Gabriela, na sede da distribuidora de energia elétrica.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte