Política | Clima ruim

"Guerra civil" entre Dória e Aécio Neves agita PSDB

Mineiro reagiu a tentativa do governador paulista de tomar presidência da legenda e expulsá-lo
José Linhares Jr / Da Editoria de Política10/02/2021 às 09h37
"Guerra civil" entre Dória e Aécio Neves agita PSDBAdversários declarados, Dória e Aécio estão em rota de colisão no PSDB (Reprodução)

BRASÍLIA - O ex-governador Aécio Neves (PSDB-MG) reagiu às tentativas de João Dória (PSDB-SP) de expulsá-lo da legenda e tornar-se presidente do partido. “O destempero do governador se deve, na verdade, à sua fracassada tentativa de se apropriar do partido, como ficou explicitado no jantar promovido por ele ontem, que tinha como objetivo afastar o atual presidente Bruno Araújo, para que ele próprio assumisse a presidência do PSDB”, disse Aécio Neves em nota.

Na noite desta segunda (8) o governador paulista promoveu um jantar com a finalidade de discutir a expulsão de Aécio do partido. João Doria, que tenta ser candidato do partido na disputa presidencial de 2022, articula formas de consolidar o nome dele como representante da sigla. Nesse trajeto, a expulsão de Aécio Neves, desafeto declarado, é fundamental nessse projeto.

A disputa interna entre os dois não está relacionada somente ao comando do partido, mas também em diversas articulações políticas. Segundo fontes internas do PSDB, Doria ficou indignado quando soube que, supostamente, Aécio teria articulado para manter o partido neutro nas eleições da presidência da Câmara dos Deputados – o que favoreceria Arthur Lira (PP-AL), candidato do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e enfraqueceria Baleia Rossi (MDB-SP), nome escolhido por Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Aécio foi além e acusou João Doria de usar o nome de Bolsonaro para vencer as eleições de 2018 no estado de São Paulo.

“Se o Sr. João Dória, por estratégia eleitoral, quer vestir um novo figurino oposicionista para tentar apagar a lembrança de que se apropriou do nome de Bolsonaro para vencer as eleições em São Paulo, através do inesquecível Bolsodoria, que o faça, sem utilizar indevidamente e de forma oportunista outros membros do partido”, provocou o parlamentar mineiro.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte