Cidades | De cara nova

São Luís passa por mudança estrutural e potencializa a atividade turística

Espaços como as praças Deodoro e Pantheon, Praça Pedro II, Rua Grande, Praça da Alegria e Praça dos Pescadores (Portinho), Mercado das Tulhas, a Praça João Lisboa, entre outras, receberam restauração e requalificação e voltaram a ser pontos turísticos
08/02/2021 às 17h30
São Luís passa por mudança estrutural e potencializa a atividade turísticaPraça João Lisboa foi reformada (Divulgação)

São Luís - Com um grande volume de reformas, obras e inaugurações, a capital Maranhense recebeu inúmeros novos cartões-postais. O centro histórico, com o seu imenso acervo arquitetônico - que conferiu à cidade o título de Patrimônio Mundial há 23 anos, recebeu o maior volume de investimento dos últimos 30 anos. São novas praças, casarões restaurados e monumentos históricos recuperados e prontos para serem (re)visitados por todo o Brasil.

Não é novidade que São Luís possui muitos atrativos, dentre eles o seu acervo arquitetônico do centro histórico, as praias e a cultura rica e diversa. Além disso tudo, a cidade conta, agora, com uma série de fatores que impulsionam o turismo. Dentre elas: sinalização turística repaginada, pontos turísticos requalificados, segurança nos espaços públicos e a boa-receptividade dos ludovicenses, reconhecida nacionalmente.

Uma reinvenção
Espaços como as praças Deodoro e Pantheon, Praça Pedro II, Rua Grande, Praça da Alegria e Praça dos Pescadores (Portinho), Mercado das Tulhas, a Praça João Lisboa, Largo do Carmo, Rua de Nazaré e entorno, a Praça da Misericórdia e o Largo de São João receberam restauração e requalificação e voltaram a ser pontos turísticos da cidade. É possível observar inúmeras famílias, amigos e turistas visitando e utilizando estes espaços ao longo da semana, tanto pelo dia, quanto à noite.

História pura
Estes espaços logradouros restaurados contêm uma história riquíssima de São Luís. O Largo do Carmo, por exemplo, é o lugar onde se encontra a Igreja do Carmo, a qual, durante a invasão holandesa (1640-1644), foi alvo de depredações pelos invasores, que inclusive danificaram suas torres e paredões. Serviu também como quartel militar para os portugueses. Durante o conflito, os religiosos mantiveram seus trabalhos de catequese de brancos e indígenas, animando-os e estimulando-os a ofender os invasores, disponibilizando o convento como abrigo para a população pobre e permitindo o abate de seu gado na região do Itaqui para alimentar a população da cidade.

A Praça Dom Pedro II é o marco da cidade, pois foi lá que os franceses tentaram fundar a França Equinocial (Forte São Luís). É também conhecida como Largo do Palácio. Esta praça possui um obelisco que representa os 350 anos da cidade. Outro monumento que chama a atenção é uma fonte luminosa localizada em frente à Igreja da Sé que retrata uma lenda amazônica (A Mãe d´Água), em bronze e de autoria do artista maranhense Newton Sá.

Já o Mercado das Tulhas foi construído no século XIX. O seu nome tulha se refere a inicialmente ser um local para venda de grãos, um celeiro público, onde o lavrador guardava e vendia os gêneros que seriam comercializados. Entre 1855 e 1861, a Companhia Confiança Maranhense incorporou a Casa das Tulhas, demolindo o prédio e construindo um edifício regular.

A Rua Grande é um dos logradouros mais importantes do município de São Luís, no Maranhão. Está localizada no centro histórico da cidade e é considerada um importante centro comercial. A rua guarda uma longa história. Em 2018, foi feita uma reforma que incluiu obras de drenagem, calçamento e pavimentação em concreto intertravado, instalação elétrica subterrânea, novo posteamento de iluminação pública e colocação de bancos em madeira e aço. Este trabalho resultou em um espaço também de lazer, que liga o Complexo da Praça Deodoro e o Largo do Carmo, junto com as praças e ruas do entorno.

Reconhecimento de vagem segura
São Luís faz parte de um grupo de Destinos do mundo que possuem o selo Safe Travels, concedido pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (World Travel and Tourism Council). Isto significa que a cidade possui um protocolo sanitário elaborado exclusivamente para o combate ao COVID-19, contribuindo para fortalecer a imagem do Destino para os turistas em potencial.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte