Cidades | Maranhão

Mais de 100 cidades receberão recursos para enfrentar a Covid-19

Entre os municípios beneficiados, estão Água Doce do Maranhão, Alto Parnaíba, Anajatuba, Arame, Axixá, Bacabal, Bacabeira, Barra do Corda, Caxias, Codó e Colinas
03/01/2021 às 08h36
Mais de 100 cidades receberão recursos para enfrentar a Covid-19 (Divulgação)

São Luís - O Ministério da Saúde liberou R$ 143,9 milhões para os Centros de Atendimento e Centros Comunitários de Referência para Enfrentamento à Covid-19. O recurso será destinado à manutenção dos estabelecimentos voltados para o atendimento de pessoas com sintomas leves da doença ou casos de síndrome gripal. O incentivo financeiro foi instituído pela Portaria 3.874, publicada em edição extra do Diário Oficial da União no dia 30 de dezembro de 2020. No total, serão beneficiados 2.223 Centros de Atendimento e 58 Centros Comunitários de Referência, que funcionam em 1.983 municípios do Brasil.

No Maranhão, serão beneficiados centros de 112 municípios, entre eles, Água Doce do Maranhão, Alto Parnaíba, Anajatuba, Arame, Axixá, Bacabal, Bacabeira, Barra do Corda, Caxias, Codó e Colinas. Além desses, também serão beneficiados Estreito, Fortuna, Grajaú, Humberto de Campos, Igarapé Grande, Itapecuru Mirim, Itinga do Maranhão, entre outros. Os recursos são de R$ 60.000,00, R$ 80.000,00 e R$ 120.000,00. Apenas o município de Timon receberá R$ 340.000,00.

Reforço

O reforço financeiro leva em conta que a Atenção Primária, porta de entrada para o SUS, tem papel essencial na identificação precoce de casos graves da Covid-19. Além disso, o atendimento nos postos de saúde pode interromper a transmissão do vírus ao conter a ida de pessoas com sintomas leves aos serviços de urgências ou hospitais.

“Repassamos, ao todo, mais de R$ 1,2 bilhão para a estratégia dos centros a pedido dos gestores municipais. O governo federal continuará dando suporte aos estados e municípios em todas as frentes do enfrentamento da pandemia”, afirmou o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Parente.

Os Centros fazem parte de um conjunto de ações realizadas pelo Ministério da Saúde para ampliar a assistência à população durante a pandemia da Covid-19. Criados em maio de 2020, eles atuam como ponto de referência da Atenção Primária dentro do SUS, aumentando o acesso à saúde dos brasileiros e brasileiras e organizando o fluxo de atendimento nos postos de saúde.

Após credenciamento solicitado pelos municípios à pasta, os Centros Comunitários foram implantados exclusivamente em 22 municípios que possui comunidades e favelas, conforme definição do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já os Centros de Atendimento estão presentes em 1.979 municípios.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte