Polícia | Violência

Confronto policial acaba em morte de suspeito de assalto na Vila Progresso

Suspeito foi morto ao trocar tiros com militares; drogas, munições e revólver foram apreendidos
22/12/2020
Confronto policial acaba em morte de suspeito de assalto na Vila ProgressoMaranhense foi morto em Goiás (Divulgação)

São Luís - Um confronto policial na noite do último dia 20, na Vila Progresso, área de Pedrinhas, resultou na morte de um suspeito de assalto, identificado como Benedito Gomes Silva Neto, Netinho, de 24 anos. Em poder dele, os militares apreenderam um revólver calibre 38, um simulacro de arma de fogo, maconha, crack, munições e uma balança digital.

A polícia informou que Netinho, em companhia de mais dois criminosos, estava agindo na Vila Progresso e bairros adjacentes. Um dos alvos deles foi um posto de combustível onde os frentistas foram rendidos e a renda roubada.

Guarnições da Polícia Militar fizeram sabendo do ato criminoso e começaram a realizar incursões nessa localidade. Os militares encontraram o trio criminoso em uma residência, na Vila Progresso, e foram recebidos a tiros. Houve confronto e um dos tiros atingiu Netinho, enquanto, os outros bandidos conseguiram fugir.

Netinho ainda foi levado para o Socorrão II, localizado na área da Cidade Operária, mas chegou sem vida. Com ele, os policiais apreenderam revólver, simulacro de arma de fogo, droga e balança de precisão. A polícia informou que Netinho já tinha sido preso pelos crimes de roubo e tráfico de entorpecente.

Achado
A Polícia Civil está investigando a morte de Paulo Robson Araújo Gomes, de 33 anos. Segundo a polícia, o corpo dele foi achado no domingo, 20, boiando no rio Tocantins, na cidade de Imperatriz, e havia marcas de tiros.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz para ser autopsiado e, logo após, liberado para os familiares. A vítima trabalhava como vendedor em um dos quiosques de lanches, na avenida Beira Rio, nessa cidade, e estava desaparecido desde o último dia 16.

Ainda no sábado, 19, os familiares de Paulo Robson registraram um boletim de ocorrência na delegacia sobre o desaparecimento. A polícia não informou a motivação desse crime e até o período da tarde de ontem não tinha registro de prisão.

Fora do estado
Os acusados de ter assassinado o maranhense de Vargem Grande, Rivadavio da Conceição Araújo, de 25 anos, ainda não foram presos. De acordo com a polícia, duas pessoas invadiram no domingo, 20, a residência da vítima, localizada no bairro da Vila Mariana, em Rio Verde, Goiás, e cometeram o crime.

A vítima levou vários tiros e morreu ainda no local, enquanto a dupla criminosa fugiu em um veículo Gol branco, de placas não identificadas. O corpo da vítima foi levado para o IML daquela cidade e ainda nesta semana deve ser encaminhado para o Maranhão. As causas e a motivação estão sendo investigada pela Polícia Civil de Goiás.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte