Política | R$ 21,5 bilhões

AL aprova urgência para apreciar Orçamento 2021 do Maranhão

Do total, R$ 13,7 bi correspondem ao Orçamento Fiscal, e outros R$ 7,6 bi ao da Seguridade Social; há, também, R$ 113,8 milhões destacados para os investimentos em empresas estatais
Gilberto Léda15/12/2020
AL aprova urgência para apreciar Orçamento 2021 do MaranhãoAgência Assembleia

SÃO LUÍS - A Assembleia Legislativa aprovou, ontem, requerimento de urgência para votação do projeto de Lei Orçamentária Anual de 2021 do Governo do Maranhão. A proposta a ser avalizada pelos parlamentares estima a receita e fixa a despesa do Estado do Maranhão para o exercício financeiro de 2021 no valor total de R$ 21,5 bilhões.

Desse total, R$ 13,7 bilhões correspondem ao chamado Orçamento Fiscal, e outros R$ 7,6 bilhões ao da Seguridade Social. Há, ainda, R$ 113,8 milhões destacados para investimento em empresas estatais. O texto deve ser avaliado em plenário amanhã, após a proposição de emendas.

De todo o Orçamento proposto para 2021, praticamente 40% serão garantidos, a partir do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

De acordo com o texto, o objetivo do Executivo estadual é arrecadar, só com a cobrança desse tributo, R$ 8,541 bi ao longo do próximo ano.

O valor é aproximadamente R$ 170 milhões maior que os R$ 8,371 da LOA em execução em 2020 – e corresponde, ainda, a praticamente 85% de tudo o que o governo estima arrecadar com tributos (R$ 10,3 bilhões).

Segurança - Outro ponto de destaque na proposta a ser apreciada pela Assembleia é o corte feito pelo governo na Segurança Pública.
Segundo os dados da LOA, entre as previsões há a retirada de cerca de R$ 74 milhões da Secretaria da Segurança Pública (SSP), na comparação com a lei em execução em 2020, e, de outro lado, incremento de R$ 12 milhões para a Secretaria de Estado da Comunicação e Articulação Política.

Neste caso, para o ano que vem Secap deve ter recursos orçamentários da ordem de R$ 88,9 milhões – contra R$ 76,6 milhões aprovados na lei deste ano. O montante representa um incremento de 100% para a pasta desde 2016.

Naquele ano, primeiro de um Orçamento formatado já sob a gestão Dina, a LOA aprovada pela Assembleia Legislativa estipulava R$ 43,8 milhões com essa rubrica.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte