Cidades | Grande movimentação

CDL solicita volta do horário habitual de funcionamento do comércio

Entidade alega que o período de fim de ano é mais movimentado nos centros comerciais, sendo assim necessária uma ampliação no horário previsto pela portaria N° 34/2020
10/12/2020 às 12h01
CDL solicita volta do horário habitual de funcionamento do comércio            A Rua Grande, Centro, é o principal centro comercial de São Luís (De Jesus / O ESTADO)

São Luís - A Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) encaminhou ofício à Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (Seinc), solicitando ao governo estadual o retorno do horário habitual de início do funcionamento do comércio de rua da capital maranhense, às 8h. A entidade argumenta que o movimento de consumidores nos centros comerciais aumenta no final do ano, e a ampliação do horário é uma medida necessária para minimizar a possibilidade de aglomerações.

O presidente da CDL São Luís, Fábio Ribeiro, diz que a Portaria Nº 34/2020, da Casa Civil, definiu o horário de 9h para o início das atividades das lojas de rua, mas a decisão precisa ser revista. “Desde o início do mês já temos incremento na movimentação do comércio, com aumento no volume de pessoas nos centros comerciais, e temos que continuar evitando a disseminação da Covid-19; por isso, é importante disponibilizar mais tempo de lojas abertas para os consumidores fazerem suas compras de forma mais segura”, explica. Os estabelecimentos de shopping centers já foram autorizados a funcionar no horário anterior à pandemia.

A preocupação da CDL com o combate ao coronavírus levou a entidade a realizar uma campanha de sensibilização sobre as condutas de prevenção que devem ser seguidas na temporada de compras natalinas. A Câmara de Dirigentes Lojistas produziu peças informativas e utilizou suas redes sociais para orientar seus associados, enfatizando não somente as medidas dos protocolos sanitários estadual, mas também em questões específicas, como decoração natalina.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte