Alternativo | Televisão

Simoninha e Jair Oliveira assinam a direção do especial "Falas Negras"

Obra revisita discursos históricos de pessoas que lutaram por causas raciais e liberdade
20/11/2020 às 10h38
Simoninha e Jair Oliveira assinam a direção do especial "Falas Negras"Wilson Simoninha (Divulgação)

RIO DE JANEIRO-O especial “Falas Negras”, que será exibido pela TV Globo nesta sexta-feira (20), às 23h contou com direção sonora da produtora S de Samba, de Wilson Simoninha e Jair Oliveira, a destacar, herdeiros de dois ícones da cultura afrodescendente no Brasil.

“Tentei entender o que passava na cabeça e no coração do Lázaro Ramos, diretor do projeto. E o mais importante foi preservar o texto e a interpretação dos atores. A música e os sons entraram para descrever o sentimento, o que foi impresso pelo elenco”, relembra o filho do Simonal sobre o processo criativo.

“Falas Negras” revisita depoimentos e discursos históricos de pessoas que lutaram em causas raciais e pela liberdade desde 1600 até os dias atuais. Entre elas, o poeta e jornalista Luiza Gama, a vereadora Marielle Franco, a cantora Nina Simone e o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela.

O elenco do especial é composto por Taís Araújo, Silvio Guindane, Aílton Graça e Barbara Reis, entre outros atores. Diego Guimarães e Pedro Caldas, da S de Samba, são os produtores musicais.

Spotify
Para reverenciar o Dia da Consciência Negra, Simoninha lança playlist pessoal no Spotify (escute) com 35 faixas que estimulam o debate e dão visibilidade a personagens e fatos representativos da trajetória afrodescendente. O repertório inclui samba, música de protesto sessentista e hip hop. Alguns dos intérpretes selecionados são Sandra de Sá, Jorge Ben Jor, Nina Simone, 2Pac, Dona Yvonne Lara, Michael Jackson e Stevie Wonder.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte