Cidades | Mortes no trânsito

Carreata dará alerta sobre altos índices de violência no trânsito

Concentração será neste domingo, na Praia de São Marcos e encerramento, na Praia do Calhau; iniciativa é da campanha "SOS Vida pela Paz no Trânsito"
19/11/2020 às 19h30
Carreata dará alerta sobre altos índices de violência no trânsitoSOS Vida no Trânsito em ação no ano passado (De Jesus)

São Luís - Mais de um milhão e 300 mil pessoas morrem, anualmente, vítimas de acidentes de trânsito e mais de 50 milhões ficam sequeladas no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. No Maranhão, ano passado, as mortes somaram 1.193, sendo 563 envolvendo motociclistas (47%), 99 por mês, o que equivale a dois ônibus lotados. Em São Luís, foram 98 mortes e mais de 8 óbitos por mês.

Para chamar a atenção para os altos índices, a campanha “SOS Vida pela Paz no Trânsito” promove, neste domingo, 22, das 8h45 às 10h30, carreata em alusão ao “Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trânsito”, com concentração na Praia de São Marcos, na Avenida Litorânea, ao lado da estátua dos pescadores e encerramento na Praça de Alimentação, no Calhau.

Conscientização
O objetivo é mobilizar e conscientizar a sociedade, assim como alertar as autoridades que a violência no trânsito é um gravíssimo problema humano e uma grave questão econômica e de saúde pública, no mundo, no Brasil e no Maranhão.

As caravanas estarão no local de concentração por volta das 7h e às 8h30, haverá hasteamento da bandeira brasileira e execução do hino nacional. Depois, terá início o ato ecumênico, com orações feitas por um padre e um pastor. Haverá, ainda, pronunciamento do presidente da SOS Vida e apresentação dos parceiros.

O evento prevê, também, exibição de cruzes representando os 98 mortos no trânsito em São Luís em 2019, soltura de balões brancos e a carreata com panfletagem e exibição de faixas.

A OMS revela que a principal causa de morte, no mundo, de jovens de 15 a 29 anos, é a violência no trânsito, ganhando da tuberculose, da Aids e da violência em geral.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte