Política | Eleições 2020

Hertz Dias diz que foi agredido e impedido de votar por policiais

Candidato do PSTU denunciou suposta ação policial durante sua votação no Monte Castelo
José Linhares Jr15/11/2020 às 11h40
Hertz Dias diz que foi agredido e impedido de votar por policiais Hertz Dias afirma que foi agredido na votação (Paulo Soares)

SÃO LUÍS - O candidato do PSTU, Hertz Dias, denunciou agressão policial sofrida por ele e apoiadores durante a votação. Segundo o candidato, ele foi agredido e impedido de votar por policiais.

O fato denunciado por Hertz teria acontecido na escola Barbos de Godói, no Monte Castelo. “Além de sermos excluído da televisão, rádio e dos debates, nem o direito básico de votar nos tivemos”, disse.

As agressões aconteceram no momento da votação do candidato. Após a confusão, Hertz Dias dirigiu-se até uma delegacia para registrar ocorrências. O candidato afirmou que a motivação das agressões teria sido o fato de uma de suas apoiadoras segurar uma bandeira de apoio ao candidato.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte