Cidades | Violência

Começa a IV Semana Estadual de Combate ao Feminicídio no Maranhão

O evento deste ano tem como tema "Essa dor também é minha!" e, segundo a polícia, somente neste ano já ocorreram 55 casos de feminicídio em todo o estado
15/11/2020 às 00h00
Começa a IV Semana Estadual de Combate ao Feminicídio no MaranhãoDivulgação

Sexta-feira, 13, completou quatro anos que a publicitária Mariana Costa, segundo a polícia, foi assassinada pelo ex-cunhado, Lucas Porto. Esta data está marcada para sempre na família da vítima, também será lembrada, anualmente, pelos maranhenses como um dia de luta e enfrentamento da violência contra a mulher. No ano de 2017 foi instituído como o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, 13 de novembro. Ainda na sexta-feira começou a IV Semana Estadual de Combate ao Feminicídio, que tem como tema “Essa dor também é minha!”, e vai se estender até o próximo dia 24.

Esse evento é realizado pela Polícia Civil e tendo apoio dos outros órgãos parceiros como também dos movimentos de mulheres. A coordenadora do Departamento de Feminicídio, delegada Wanda Moura Leite, declarou que esse trabalho visa sensibilizar de forma em geral a população sobre essa problemática de feminicídio. O Brasil é o quinto país de maior ocorrência desse tipo de crime.

A delegada ainda disse que viver neste país para mulher é muito perigoso e essa triste realidade pode ser mudada com a ajuda de todos os brasileiros. “Convidamos toda a população a participar das ações dessa campanha e de fato combater essa problemática”, contou Wanda Moura.

Ela informou que a programação da campanha deste ano começa com um ato simbólico, na sexta-feira, 13, ao lado do Forte de Santo Antônio, na Península da Ponda d’Areia. Neste momento, as vítimas de feminicídio serão homenageadas.

No período da manhã de sábado, 21, acontece o I Passeio Ciclístico de Combate ao Feminicídio. O percurso da corrida vai ser pela A venida Litorânea e o ponto de partida e chegada no Golden Shopping do Calhau. As pessoas podem fazer a inscrição por meio do site centraldacorrida.com.br.

A delegada ainda contou que a IV Semana Estadual de Combate ao Feminicídio vai terminar no dia 24, na Casa da Mulher Brasileira, no Jaracati, onde estarão presentes várias autoridades, representantes de diversos órgãos estaduais e municipais ligados à segurança e ao movimento de defesa das mulheres.

Ano passado

A Semana Estadual de Combate ao Feminicídio do ano passado ocorreu de 10 a 16 de novembro e teve como tema “Por Uma Vida Digna”. Um dos pontos atos da campanha foi a realização de uma caminhada na Litorânea, no dia 16.

O ponto de partida do evento foi na frente da Casa das Dunas e o encerramento na Praça do Pescador onde ocorreu um ato simbólico em que os participantes soltaram balões brancos em homenagem às vítimas de feminicídio. O evento contou com a presença de estudantes, integrantes de movimentos e entidades de defesa dos direitos da mulher como também de famílias das mulheres vítimas desse tipo de crime.

De acordo com os dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) revelam que no período de 2017 a 2019 foram 141 casos de feminicídio em todo o Estado. Deste total, 9 casos ocorreram em São Luís, dois em São José de Ribamar e 7 nas demais áreas da Região Grande Ilha.

Vítima

A Polícia Civil ainda na sexta-feira, 13, estava investigando a morte de Ayra Cristina Machado Silva, de 23 anos, como sendo feminicídio. Somente neste ano já ocorreram 55 feminicídios em todo o estado, enquanto, no ano passado, o registro foi de 51 e, em 2018, 45 casos.

O caso mais recente teve como vítima Ayra Silva. De acordo com a polícia, o corpo dela foi achado em uma área de matagal na Reserva do Batatã, na área do Coroadinho, na segunda-feira, 9. Os peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) constataram uma lesão no pescoço e quase chegou a ser decapitada.

Os familiares da vítima já foram ouvidos pela polícia e declaram que a jovem residia na área do Centro e no dia 7 saiu de casa para ir a uma festa, inclusive, dormiria nesse local. No dia domingo, 9, ela chegou a entrar em contato com seu genitor, nome não revelado, por meio do telefone e declarou que ia deixar uma bolsa na residência de uma amiga e, logo após, iria para casa. Esta foi a última vez que a vítima teve contato com a família.

Número

55 casos de feminicídio já ocorreram durante este ano em todo o estado

BOX

Ações da IV Semana Estadual de Combate ao Feminicídio no Maranhão

Dia 13 de novembro: ato simbólico, na sexta-feira, 13, ao lado do Forte de Santo Antônio, na Península da Ponda d’Areia.

Dia 21 de novembro: I Passeio Ciclístico de Combate ao Feminicídio e o ponto de partida e chegada no Golden Shopping do Calhau.

Dia 24 de novembro: encerramento da semana com uma cerimônia, na Casa da Mulher Brasileira, bairro Jaracati.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte