Geral | Dia Nacional do LIVRO

41% das pessoas estão lendo mais na pandemia, aponta levantamento feito pelo Twitter

Estudo mostra que a pandemia fez as pessoas buscarem mais tempo para hobbies e passatempos
29/10/2020 às 16h30
 41% das pessoas estão lendo mais na pandemia, aponta levantamento feito pelo TwitterDe acordo com o levantamento, as pessoas passaram a investir mais em hobbies e passatempos (Divulgação)

São Paulo - O Dia Nacional do Livro de 2020, celebrado hoje (29), tem mesmo de ser comemorado neste ano. Uma pesquisa realizada pelo Twitter aponta que 41% das pessoas estão lendo mais durante a pandemia. De acordo com o levantamento, as pessoas passaram a investir mais em hobbies e passatempos: uma em cada três está pensando mais em como ter mais tempo dedicado a isso.

Algumas pessoas mudaram - e muito - o ritmo das próprias vidas. Muitas passaram a ficar em casa por conta do distanciamento social e tiveram as rotinas completamente alteradas. As vidas, antes muito agitadas, sofreram uma parada brusca, ganhando uma nova dinâmica. De acordo com o estudo, houve um aumento de 41% na conversa diária sobre saúde mental, estresse e auto cuidado desde o início do isolamento. Também ocorreu um crescimento de 13% no uso de palavras ligadas a humor e emoções para se expressar quando comparado ao período pré-pandemia.

O levantamento mostra ainda um aumento dos Tweets declarando a apreciação das coisas simples da vida, como o nascer do sol e a natureza, com um aumento de 46% de menções. O dado aponta que, mesmo com o isolamento tendo chegado sem aviso, e promovendo uma série de mudanças não programadas, as pessoas passaram a estimar esse novo ritmo.

Para organizar este estudo, o Twitter utilizou dados dos primeiros seis meses deste ano. As principais descobertas da pesquisa trazem seis comportamentos e estados de espírito que, ou emergiram, ou foram acelerados por conta do isolamento: Fisicamente distantes, socialmente conectados; Explorando a criatividade; #AsOutrasEpidemias; Em busca de um novo ritmo; Carrossel de Emoções; Consumo contraditório.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte