Alternativo | Superação

História da pianista que sobreviveu ao holocausto é narrada em livro

Globo Livros lança "Cem milagres", a trajetória de Zuzana Růžičková que passou por três campos de concentração e se tornou a primeira musicista a gravar obra de Bach
18/10/2020 às 07h00
História da pianista que sobreviveu ao holocausto é narrada em livroCapa do livro "Cem milagres" (Divulgação)

Rio de Janeiro - A Globo Livros lança "Cem milagres", um testemunho poderoso dos horrores do holocausto e um testamento para as próximas gerações sobre a importância de dar voz a todos aqueles que sofreram nas mãos de governos totalitários. Wendy Holden, jornalista, ex-correspondente de guerra e autora de mais de uma centena de livros, como "Os bebês de Auschwitz", escreve nesta obra a história da pianista e cravista Zuzana Růžičková, contada pela própria musicista pouco antes de sua morte, em 2017.

Nascida nos anos 30 na antiga Tchecoslováquia, Zuzana Růžičková cresceu sonhando apenas com duas coisas: o piano e seu compositor favorito, Johann Sebastian Bach. Mas sua infância tranquila e repleta de música foi destruída quando, em 1939, os nazistas invadiram seu país. Arrancada de sua casa, ela foi enviada para os campos de concentração de Auschwitz, Neuengamme, próximo à Hamburgo, e Bergen-Belsen. Faminta e com ferimentos nas mãos que colocavam em risco seu futuro como pianista, Zuzana sofreu uma série de perdas devastadoras. Entre cada transferência de um inferno para o próximo, um pedaço de papel com a partitura de sua sinfonia preferida de Bach se tornou uma espécie de talismã.

Munida desta pequena prova de que a beleza ainda pode existir mesmo nos ambientes mais hostis e de sua inesgotável coragem, Zuzana conseguiu sobreviver a uma das maiores atrocidades da história da humanidade e manteve-se de pé diante da brutalidade do governo opressor da Tchecoslováquia pós-guerra. Graças a seu talento e dedicação e incentivada pelo amor de seu marido, o compositor Viktor Kalabis, Zuzana se tornou uma das musicistas mais premiadas do século XX e a primeira pianista a gravar as obras completas de Bach.

Sobre as autoras

Zuzana Růžičková foi uma renomada pianista tcheca e sobrevivente de três campos de concentração nazistas. Gravou mais de cem álbuns, apresentou-se no mundo todo com grande sucesso e se tornou uma influente professora na Academia de Artes de Praga. Zuzana morreu em 2017, aos noventa anos de idade.

Wendy Holden é autora de mais de cem títulos publicados, muitos deles sobre a vida de mulheres notáveis. Jornalista e ex-correspondente de guerra, é autora de Os bebês de Auschwitz, sobre três mães e seus bebês que sobreviveram ao Holocausto, e Minha aventura contra o Alzheimer, em parceria com Chris Graham, ambos publicados pela Globo Livros. Wendy mora em Suffolk, na Inglaterra.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte