Alternativo | Cinema

Programação virtual do Festival Guarnicê tem diversas opções

Filmes, videoclipes e formativas do 43º Festival Guarnicê de Cinema ficam disponíveis até a próxima quarta, 21
17/10/2020 às 09h00
Programação virtual do Festival Guarnicê tem diversas opçõesCena do filme Terminal Praia Grande, de Mavi Simão (Divulgação)

SÃO LUÍS - Corram que ainda dá pra assistir a todos os filmes de curta e longa metragem, além dos videoclipes, do 43º Festival Guarnicê de Cinema, que tem programação totalmente on-line pelo site do evento e por aplicativo para celulares com sistemas Android e iOS, para tornar acessível todo o conteúdo aos espectadores.

No site do Festival, o público poderá acompanhar os filmes nacionais e estaduais selecionados para Mostras Competitivas. Nas Competitivas BR - Longas, a atual edição trouxe nove produções do Maranhão, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Distrito Federal.

As Competitivas BR - Curtas, por outro lado, disponibiliza aos espectadores 23 filmes de dos estados de São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Amazonas, Minas Gerais, Amapá, Maranhão e Distrito Federal

Para quem gosta ou quer conhecer mais as atuais produções maranhenses no cinema, as Competitivas MA - Curtas e as Competitivas MA - Videoclipes reúnem 11 filmes estaduais de curta metragem e oito produções locais de videoclipes selecionados para a competição.

No menu de Mostras Especiais, os espectadores podem ainda ver até as 23h de quarta-feira, 21, na Mostra do Homenageado Othon Bastos, ator um dos clássicos do cinema nacional, “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, de 1964, dirigido por Glauber Rocha.

Veja o trailer

O ator baiano Othon Bastos, destaque do Festival deste ano, é um dos maiores nomes da dramaturgia brasileira em todos os tempos. No teatro, trabalhou em “O Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna, e em “Calabar – O Elogio da Traição”, de Chico Buarque e Ruy Guerra. No cinema, Othon atuou em mais de 70 filmes.

Também no menu de Mostras Especiais, também se encontram a Mostra AP 43 do grupo homônimo de pesquisa de cinema com foco no trabalho do ator, idealizado por Nara Sakarê em 2012, e a Mostra Mulheres, com produções de realizadoras maranhenses e de outras partes do Brasil.

Confira o trailer do curta maranhense “CARNAVALHA”, dirigido por Áurea Maranhão e Ramusyo Brasil:

Além da Mostra Escola de Cinema do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), com produções os alunos do curso técnico em Cinema e também de ex- estudantes dos cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) em diversas modalidades da produção audiovisual.

Masterclasses e webinários

E entre as atividades formativas, mesmo quem não está inscrito e se interessa pela produção no cinema, poderá acompanhar ainda duas masterclasses e três webinários, que podem ser acompanhados ao vivo pelo canal no Youtube do Festival Guarnicê de Cinema.

Nessa segunda-feira, dia 19, das 16h às 18h, Mariza Leão - fundadora da Morena Filmes e produtora de clássicos como “De Pernas pro Ar”, “Meu Nome Não é Johnny” e “Meu Passado me Condena” - falará sobre “A Produção Audiovisual em 2020”, com a mediação da diretora e produtora Mavi Simão.

No mesmo dia, das 19h às 21h, haverá o webinário “A Estética do Confinamento”, com o jornalista e cineasta Filippo Pitanga, evento que é feito em parceria com a Academia Internacional de Cinema (AIC) e com a VouSer Acessibilidade.

Já na terça, 20, às 10h, o jornalista e diretor audiovisual Alexandre Bruno Gouveia, a historiadora e professora Leide Ana Oliveira Caldas e a doutoranda do Programa de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal Fluminense (UFF) Andreia Lima, estarão presentes no webnário “Cinema Maranhense: Estratégias e Práticas de Pesquisa”.

Também na terça, das 19h às 21h, ocorrerá o webinário “A acessibilidade em obras audiovisuais – o produtor e o público”, com a atriz e audiodescritora Andreza Nóbrega.

E fechando com “chave de ouro” as formativas, haverá na quarta-feira, 21, das 9h às 12h, a transmissão da masterclass “Trabalho de Conclusão das Oficinas do 43º FGC 2020”, com as exibições dos curtas-metragens produzidos durante as oficinas on-line desta edição do Festival Guarnicê de Cinema, que mostrarão os resultados da metodologia integrativa, colaborativa e virtual que estão explorando a chamada estética do confinamento.

No site do Festival, o internauta também poderá ver matérias sobre o evento e informações sobre os homenageados, curadoria, jurados e as ações de ensino em cinema das formativas. E lembrando que o conteúdo só fica disponível até a próxima quarta-feira, 21, quando haverá a cerimônia de encerramento e premiações desta edição.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte