Política | Eleições 2020

Rubens Jr. afirma que vai rever contrato com empresas de transporte

Candidato listou avanços no setor com a administração de Edivaldo Júnior, mas disse que vai cobrar melhorias para beneficiar o usuário de transporte público
Ronaldo Rocha/Da editoria de Política16/10/2020

O candidato a prefeito de São Luís pelo PCdoB, Rubens Júnior, assegurou ontem, durante o programa Sabatina O Estado/Imirante, que caso seja eleito prefeito, vai revisar o contrato firmado entre o município e as empresas que exploram o transporte público na capital.
Rubens foi entrevistado por Carla Lima, editora de Política de O Estado; Gilberto Léda, repórter de Política de O Estado e Lucas Vieira, da equipe do Portal Imirante. Na edição de hoje, o entrevistado será o candidato do PSOL, Franklin Douglas.
Ao tratar da mobilidade urbana e do transporte público, o comunista primeiro elogiou a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e garantiu que trabalhará, se eleito, para promover melhorias no setor.
“A pauta de transporte e de mobilidade é um dos exemplos que o prefeito Edivaldo vai entregar uma cidade melhor do que a que ele recebeu. Ele conseguiu finalmente fazer a licitação do transporte, muitos prometeram, mas foi ele quem fez”, disse.
O candidato do PCdoB garantiu que vai rever o contrato de licitação do transporte público.
“Há na própria previsão de contrato de licitação do transporte, a revisitação do contrato. Você vai revisitar esse contrato, sei lá, é de 4 em 4 anos ou é de 5 em 5 anos. O certo é que ano que vem o próximo prefeito no seu primeiro ano de gestão vai poder repactuar esse contrato. Aí nessa repactuação ele tem que 1: exigir a renovação da frota; exigir aumento de itens de segurança nos ônibus, como o videomonitoramento; exigir aumento de ônibus com acessibilidade; aumentar o número de ônibus com ar-condicionado - porque na área nobre está tendo ar-condicionado, na zona rural, não, então a gente têm de equacionar; aumentar o número de horários e de itinerários dos ônibus e isso tudo só é possível porque o prefeito fez a licitação. Então nós iremos revisitar, a partir dessa licitação de transporte, com esse novo olhar”, enfatizou.
Rubens também sugeriu subsidiar a tarifa de ônibus para baratear o serviço ao usuário e ampliar o Bilhete Único.
“Tem candidato que fala em implantar ciclovia para quem anda de bicicleta como lazer. Não é suficiente. A gente tem de pensar em ciclovia para quem usa para trabalhar ou estudar. Porque ele usa bicicleta por não conseguir pagar a passagem de ônibus, que é cara. São Luís é uma das poucas capitais, inclusive, que não tem subsídio. Nós, se for preciso, iremos subsidiar uma parte dessa tarifa de ônibus, pelo menos para alguns setores ainda mais vulneráveis, no caso, alguém que está desempregado ou fazendo um curso de capacitação, a gente paga, o Poder Público subsidia para garantir que ele vai ser reinserido no mercado de trabalho”, completou.
Na sabatina, Rubens também falou sobre Cultura, Esporte e Lazer e Segurança Pública.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte