Alternativo | Cinema

"O Conto das Três Irmãs" estreia no Brasil nesta quinta-feira (15)

Drama do diretor turco Emin Alper fala sobre sororidade, disputou o Urso de Ouro no 69º Festival de Berlim e entra em cartaz direto no streaming
15/10/2020 às 09h03
"O Conto das Três Irmãs" estreia no Brasil nesta quinta-feira (15)Cena de "!o Conto das Três Irmãs" (Divulgação)

São Paulo - As Três irmãs Reyhan, Nurhan e Havva, originárias de uma antiga aldeia nas montanhas do interior da Turquia, foram enviadas para famílias ricas da cidade como "beslemes" (filha adotiva e empregada doméstica), na esperança de melhorar suas vidas. Porém, por diferentes motivos, são obrigadas a voltar para a casa de seu pai. Este é o enredo de partida do drama "O Conto das Três Irmãs", terceiro filme do premiado diretor turco Emin Alper, indicado ao Urso de Ouro da Mostra Competitiva do 69º Festival Internacional de Cinema de Berlim.

Distribuído no Brasil pela Supo Mungam Films e com estreia confirmada no país, diretamente no streaming (Now e Vivo Play), nesta quinta (15), "O Conto das Três Irmãs" mostra o sonho dessas mulheres por uma vida melhor. Entretanto, para isso ser alcançado elas dependem das táticas de solidariedade, competição e das decisões dos homens em volta delas.

O filme confirma o talento do diretor como um grande narrador visual, usando imagens poderosas e metafóricas - ele mesmo cresceu nas montanhas da Anatólia. Alper revela seu conto de fadas através desta história de sororidade, e mostra uma sociedade em que é muito difícil quebrar o ciclo predeterminado, e ainda assim deixa espaço para a esperança. O resultado é uma experiência humana e comovente, com uma belíssima fotografia inspirada no chiaroscuro, trilha sonora marcante, diálogos precisos e atuações surpreendentes.

Exibido no Festival de Sevilha e no Festival de Jerusalém, o filme passou ainda por diversos outros eventos internacionais, como Festival de Istambul , onde levou os prêmios de melhor filme, direção, atriz (para as 3 atrizes que interpretam as irmãs) e trilha sonora, Festival de Sarajevo, qual saiu vencedor com melhor direção, e no Festival de Bruxelas do Cinema Mediterrâneo, no qual recebeu Prêmio Especial do Júri. No Brasil ele foi selecionado para o Festival Itaú Play, em junho deste ano.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte