Polícia | Latrocínio

SHPP investiga morte de funcionário da Seccional da OAB no estado do Maranhão

O crime ocorreu no Geniparana, área da Cidade Operária, e não há registro de prisão
11/10/2020 às 17h09
SHPP investiga morte de funcionário da Seccional da OAB no estado do MaranhãoZacarias Ferreira Cardoso, Zaca, de 55 anos, foi assassinado em São Luís (Divulgação)

São Luís - A equipe da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP) está investigando a morte do funcionário da Ordem dos Advogados do Brasil da Seccional do Maranhão (OAB-MA), Zacarias Ferreira Cardoso, Zaca, de 55 anos. Segundo a polícia, ele foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), no último dia 10, no bairro Geniparana, área da Cidade Operária.

O caso foi registrado no Plantão de Polícia Civil da Cidade Operária, mas, vai ser investigado pela equipe da SHPP e até o período da tarde de domingo (11) não há registro de prisão. Ainda de acordo com a polícia, a vítima foi roubada e baleada nas proximidades de sua residência. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, para ser autopsiado e o velório ocorreu no domingo (11), no povoado Barros Branco, zona rural de Buriti.

A OAB-MA, por meio de nota, manifestou aos familiares e amigos sua integral solidariedade com o recebimento da notícia do falecimento de Zacarias Farias, que era funcionário desta seccional desde o ano de 1997. Ele exerceu a função de porteiro, mas, pelo bom desempenho de suas atividades, foi promovido ao cargo de atendimento na Sala da Advocacia na Justiça Federal, em São Luís, onde teve seu trabalho reconhecido por todos os advogados e advogadas que militam na naquela Casa da Justiça.

Execução

A polícia ainda no domingo (11) não tinha efetuado a prisão dos acusados de terem executado Michele Teixeira Rocha, de 26 anos. A polícia informou que ela levou mais de 13 tiros, na noite de sábado (10), no bairro Santo Antônio, em Vargem Grande, e estava na companhia do filho, de um ano de idade.

Segundo a polícia, a vítima estava com o filho dentro de um veículo Fiat Argo quando foi abordada por dois criminosos, que estava em uma motocicleta Honda Bros. Ela levou vários tiros e a criança também foi atingida e está internada no hospital da cidade correndo risco de morte.

A polícia acredita que esse crime teve a participação de faccionados e foi motivado por acerto de contas relacionado a tráfico de entorpecente. No ano de 2019, Michele Rocha foi presa com 15 quilos de maconha.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte