Esporte | Tóquio 2021

Classificadas para Tóquio, maranhenses do rugby encontram Iziane em Portugal

Thalia e Thalita, de 23 anos, vão se preparar na Europa e participar de projeto do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no qual a ex-jogadora de basquete faz parte
Maria Assunção Moraes / Especial para O Estado07/10/2020 às 16h18
Classificadas para Tóquio, maranhenses do rugby encontram Iziane em PortugalThalia e Thalita foram recepcionadas pela também maranhense Iziane Castro (Divulgação)

SÃO LUÍS – As gêmeas maranhenses que se destacam como ponteiras no rugby, Thalia e Thalita, de 23 anos, foram recepcionadas em Portugal pela atleta que fez história no basquete, Iziane Castro, para dar início à concentração e aos treinos para os Olimpíadas de Tóquio. Os Jogos Olímpicos serão disputados entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021. Já os Paralímpicos vão acontecer entre 24 de agosto e 5 de setembro do mesmo ano.

Iziane integra a Missão Europa, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), juntamente com outros atletas de várias modalidades, com experiência olímpica, para motivar, instruir e colaborar no preparo de atletas como Thalia e Thalita, que já estão e outros que ainda serão classificados para Tóquio.

“Eu estava aguardando ansiosa pelas meninas, temos muito em comum, embora eu venha do basquete e elas do rugby. Somos maranhenses que venceram suas limitações, somos mulheres conquistando espaços, somos brasileiras que querem honrar e levar alegria para o nosso país em meio tanta dor causada pela pandemia. Tenho colaborado com palestras em que conto minhas experiências e com conselhos de uma irmã mais velha. Thalia e Thalita já estão classificadas e eu, o Maranhão e o Brasil vamos torcer muito. Elas me orgulham”, declarou Iziane Castro.

As gêmeas, já bastante conhecidas, popularizaram o rugby no Maranhão e já conquistam experiências: Thalia está na seleção desde 2018 e Thalita integra a equipe brasileira desde 2019. “Somos muito focadas, dedicadas, mas queremos um olhar de mais carinho e apoio ao rugby. Essa é nossa bandeira e é brasileira e maranhense. A Iziane nos inspira; sermos abraçadas por ela tão longe de casa, traz a família, os amigos e a torcida maranhense até nós. Estamos totalmente comprometidas com a nossa missão”, disse Thalita.

“Estava no atletismo. Não conhecia o rugby. Então um amigo insistiu para irmos treinar, e acabei indo e gostei demais”, relata Thalia.

As gêmeas agora treinam na Europa e escrevem um roteiro de ouro, do Maranhão para Tóquio.

Brasil classificado

A Seleção Brasileira Feminina de Rugby Sevens se classificou para os Jogos Olímpicos Tóquio após conquistar o Torneio Qualificatório, disputado no mês de junho de 2019, em Lima, no Peru.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte