Política | Eleições 2022

Gleisi Hoffmann: Dino pode ter apoio do PT em 2022, mas precisa ter voto

Governador maranhense avança em especulações sobre representante da esquerda nas próximas eleições presidenciais
Gilberto Léda14/09/2020 às 09h20
Gleisi Hoffmann: Dino pode ter apoio do PT em 2022, mas precisa ter votoGleisi Hoffmann é presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (Divulgação/PT)

BRASÍLIA - A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, deputada federal Gleisi Hoffmann, afirmou, em entrevista ao Poder 360, que a sigla admite apoiar um candidato de outro partido na disputa pela Presidência da República, em 2022 – disse que esse candidato pode até mesmo ser o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) -, mas ponderou que o candidato precisa “ter voto” se almeja esse apoio.

“É possível – claro que é possível – fazer 1 acordo, fazer uma composição, ter 1 plano que nos unifique. Mas para assumir uma cabeça de chapa tem que ter voto, né? Quem é que tem hoje votação expressiva no Brasil? Às vezes as pessoas dizem assim: ‘Fulano seria melhor para o 2º turno’. Só que para chegar no 2º turno precisa passar pelo 1º. E voto, capital eleitoral, é algo que se acumula da sua vivência, da sua disputa política, do seu posicionamento… É uma construção. Política não é 1 ato de abrir mão, é 1 ato de composição”, declarou.

Ao citar o governador maranhense, ela disse que a “capacidade eleitoral” também precisa ser considerada antes de uma decisão como essa.

“Tem vários nomes. Tem nomes no PT e tem nomes em outras legendas, como é o caso do Flávio Dino, que tem se colocado no cenário nacional. Não há problema nenhum em discutir isso, termos 1 acordo… Mas é isso que eu te digo: numa disputa eleitoral, você considera também a sua capacidade eleitoral, de votação. Obviamente, se a gente tiver uma liderança com mais intenção de votos, é óbvio que para a disputa eleitoral isso tem 1 peso significativo”, diz.

Na pesquisa em que Dino apareceu melhor ele chegou a 3%.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte