O País | Saúde

Ministério da Saúde discute incorporação no SUS de novo medicamento para Atrofia Muscular Espinhal

Reunião com empresa Biogen tratou de pré-dossie para o uso de nusinersena. Conitec aguarda estudos sobre evidências econômicas e nova proposta de compartilhamento de risco
09/09/2020 às 08h56
Ministério da Saúde discute incorporação no SUS de novo medicamento para Atrofia Muscular EspinhalDivulgação

BRASÍLIA- O Ministério da Saúde promoveu uma reunião com a empresa Biogen para tratar do pré-dossiê para abertura de demanda para incorporação do medicamento nusinersena para Atrofia Muscular Espinhal (AME) 5q dos tipo II e III. A documentação apresentada pela empresa na ocasião incluía apenas as evidências científicas sobre o medicamento. Por isso, a Secretaria-Executiva da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) solicitou que fossem anexadas, ainda nessa semana, evidências econômicas nos estudos apresentados e também uma nova proposta de compartilhamento de risco.

Na ocasião, a Pasta apresentou parâmetros para formalização de um acordo de compartilhamento de risco, baseado no desempenho do medicamento e no número pacientes tratados por ano.

Cabe ressaltar que a Conitec realiza a avaliação das tecnologias em saúde a serem incorporadas no SUS, levando em consideração aspectos como eficácia, acurácia, efetividade e a segurança da tecnologia, além da avaliação econômica comparativa dos benefícios e dos custos em relação às tecnologias já existentes e o seu impacto orçamentário.

A atuação da Comissão é feita por demanda e tem como pré-requisito legal o envio, pelo demandante, de estudos relacionados aos temas.

A Pasta ressalta que aguarda posicionamento e definições por parte da empresa, reforça que a cooperação de ambas as partes - Ministério da Saúde e Biogen – é importante para alcançar uma proposta compatível com SUS e se colocou à disposição para fazer todas reuniões necessárias para agilizar a análise do processo de incorporação do medicamento.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte