Especial | Passado

Testamentos que contam a história

Transcrição de testamentos do acervo histórico do Tribunal de Justiça do Maranhão resgatam histórias nunca antes contadas sobre pessoas notáveis que viveram na São Luís do Século XVIII
08/09/2020

SÃO LUÍS- 17 de fevereiro de 1800. Em São Luís, Aleixo Dias da Serra expressa as últimas vontades em testamento – prática rotineira das famílias nobres ainda no Século XVIII. Declara ser casado na igreja, dono de dois escravos e de duas casas. Como homem de posses, Aleixo não quer ser enterrado no cemitério (até então reservado a pobres e escravos), mas na igreja, privilégio apenas concedido aos nobres. Para salvar a sua alma, determina quantas missas devam ser rezadas.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte