Cidades | Medidas

Dia da Independência não terá desfile cívico-militar em São Luís

Cancelamento do evento se dá por conta da pandemia do novo coronavírus e segue determinação do Ministério da Defesa
07/09/2020
Dia da Independência não terá desfile cívico-militar em São LuísTradicional desfile não acontecerá este ano (Arquivo)

São Luís - Este ano, devido à pandemia do novo coronavírus, não haverá o tradicional desfile cívico-militar promovido, em São Luís, pelo Batalhão Barão de Caxias para celebrar o Dia da Independência - 7 de setembro - e que costuma reunir centenas de pessoas. Para que a data não passe em branco, o 24º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), está estimulando os cidadãos a, a seu modo, reverenciarem os símbolos nacionais neste dia. O cancelamento das celebrações segue determinação do Ministério da Defesa que, há um mês, cancelou o desfile que comemora o 198º aniversário da Proclamação da Independência.

“A realização do desfile cívico-militar todos os anos renova o sentimento de amor à pátria na sociedade brasileira. Este ano, com a particularidade da pandemia, ele não vai acontecer”, disse o comandante do 24º BIS, tenente-coronel Sousa Filho.

Para ele, o sentimento patriótico deve ser de todo cidadão brasileiro. “Não precisa ser integrante das forças armadas ou das forças de segurança pública, mas de todo cidadão brasileiro que deve ter orgulhos dos 198 anos de independência deste país tão belo e tão rico. Portanto, o nosso incentivo para que cada cidadão possa reverenciar nossos símbolos maiores, particularmente nossa bandeira nacional, enaltecendo e renovando um sentimento maior dentro do seu coração de amor a este país”, completou o comandante.

Na portaria do MInistério da Defesa, a pasta destacou que, em razão da pandemia da Covid-19, não é recomendável pelas autoridades sanitárias "a promoção de eventos que possam gerar aglomerações de público, devido ao risco de contaminação". "As condições atuais indicam que tal recomendação deva ainda vigorar durante o mês de setembro, abrangendo, assim, o período de celebração do 198º Aniversário da Proclamação da Independência do Brasil", afirma o documento.

Brasília

Em Brasília, também por conta da pandemia, haverá uma versão enxuta das celebrações pelo 7 de setembro. Em substituição ao tradicional desfile, o presidente Jair Bolsonaro participará na manhã desta segunda-feira (7) de um evento fechado no Palácio da Alvorada. A versão enxuta da cerimônia deve ter o hasteamento da Bandeira Nacional e uma breve apresentação da Esquadrilha da Fumaça por cerca de dez minutos. À noite, Bolsonaro planeja um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão. Para o evento da manhã, às 10h, em frente ao Alvorada, foram convidadas algumas das principais autoridades de Brasília, como os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, além de ministros de Estado. Em viagem ao Rio e Janeiro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, não deverá participar do evento.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte