Alternativo | Crianças

Zeca Baleiro conta história infantil no projeto Viva Personas

Artista maranhense e outros famosos participam do projeto da Associação Viva e Deixe Viver para contar histórias a crianças em hospitais
26/08/2020 às 14h00
Zeca Baleiro conta história infantil no projeto Viva Personas Zeca Baleiro narra a história "Tratamento de Beleza", da autora Elizabeth Macedo (Divulgação/ Silivia Zamboni)

São Paulo - O cantor Zeca Baleiro, a atriz Alexandra Martins e o modelo João Pedro abraçaram a causa da Associação Viva e Deixe Viver (vivaedeixeviver.org.br), e estão levando por meio do ambiente virtual a magia da literatura para crianças e jovens hospitalizados ou isoladas em casa. Para isso, eles aceitaram o convite da entidade e gravaram uma história infantil dentro do projeto Viva Personas. Com essa atitude, eles se unem aos 1,3 mil voluntários da entidade que desde o início da pandemia foram impedidos de entrar em 86 hospitais espalhados pelo país.

A partir de quarta-feira (26) as crianças podem ter acesso ao vídeo do cantor e compositor Zeca Baleiro. Atualmente, Zeca está com um novo trabalho, "Canções d'Além-mar", álbum que homenageia autores portugueses. Para o Viva Personas, Zeca escolheu a história "Tratamento de Beleza", da autora Elizabeth Macedo.

E na sexta-feira (28), quem colabora com o projeto é a atriz Alexandra Martins. Assim como seu marido, o também ator Antonio Fagundes, ela aceitou o convite da Viva e Deixe Viver para contar histórias para crianças hospitalizadas. O mais recente trabalho de Alexandra foi na novela Bom Sucesso, da Rede Globo. Ela interpretou a enfermeira Leila. Para o projeto, Alexandra escolheu o conto "O que eu vou ser quando crescer", da autora Dulce Rangel. Tanto essa história quanto a outra narrada por Zeca Baleiro fazem parte do acervo de livros disponíveis no site Bibilhoteca Viva.

O clássico "João e Maria", escrito pelos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm, foi a história escolhida pelo professor e modelo João Pedro Lacerda, também conhecido no Instagram como João Tipo1. Isso porque, aos 15 anos, ele descobriu ser portador de Diabetes Mellitus tipo 1. Segundo ele, foi uma mudança que virou sua vida de cabeça para cima. Tornou-se um ativista da causa, com forte influência no mundo digital, ajudando muitas pessoas a lidar positivamente com a doença. Tudo a ver com a realidade de muitas crianças. Para conferir a história, é só acessar o site Bisbilhoteca Viva (http://www.bisbilhotecaviva.org.br).

Sobre o projeto

A idealização do Viva Personas começou quando o grupo de 1,3 mil voluntários da entidade se viu impedido de entrar em 86 hospitais espalhados pelo país para contar histórias às crianças e jovens internados. Essa atividade, que em agosto completa 23 anos, foi interrompida pela pandemia e as crianças, agora também isoladas em casa, ficaram ainda mais sozinhas. Para multiplicar o alcance da ação e transmitir carinho, afeto e esperança a todas as crianças e famílias brasileiras, os vídeos ficarão disponíveis por tempo indeterminado no site Biblilhoteca Viva (www.bisbilhotecaviva.org.br).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte