PH | COLUNA SOCIAL

Pergentino Holanda

25/08/2020

A melhor homenagem
Os jornais costumam ter prontos obituários de pessoas famosas na política, na literatura e nas artes que possam morrer a qualquer momento. Mesmo tendo 88 anos e episódios recentes de internações em hospitais, a morte do ex-vereador, ex-deputado estadual e ex-prefeito Sálvio Dino, parece ter pego a todos de surpresa. Simplesmente porque
o veterano político e escritor ainda estava em atividade.
Ontem, quando o governador Flávio Dino, seu filho primogênito, usou as redes sociais para comunicar o falecimento desse estimado amigo, a notícia reafirmou em mim uma certeza de que a melhor homenagem que podemos fazer a quem se foi é manter-se vivo, mil modos de cultivo da sua presença constante.
O canto não se entrega a quem lhe faz sombra. Seja a morte o que for, nada pode contra a prova dos nove: a esperança.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte