Cidades | Contra violência

Judiciário desenvolve campanha de conscientização Agosto Lilás

A ideia é incentivar denúncias de agressão - físicas, psicológicas, sexuais, morais e patrimoniais - contra as mulheres
20/08/2020 às 15h16
 Judiciário desenvolve campanha de conscientização Agosto LilásCampanha do Judiciário no combate a violência contra a mulher (Divulgação)

São Luís - A Lei Maria da Penha – que completou 14 anos este mês – criou mecanismos legais para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra mulheres de todo o país. Para marcar a data, foi lançada a campanha 'Agosto lilás' com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a mulher.

A ideia é incentivar denúncias de agressão – físicas, psicológicas, sexuais, morais e patrimoniais – contra as mulheres, fazendo um alerta sobre essa triste realidade e orientando como as vítimas devem buscar apoio e ajuda.

Lei Maria da Penha
Em 7 de agosto de 2006 foi promulgada a Lei 11.340, conhecida como Lei Maria da Penha. A legislação mudou a forma como a violência doméstica contra a mulher era tratada no Brasil, com destaque para as propostas que reafirmaram a necessidade de medidas de punição ao agressor e proteção para as vítimas.

O artigo 5º da Lei Maria da Penha tipifica a violência doméstica ou familiar como “qualquer ação ou omissão baseada no gênero. A lei não exclui da sua proteção a prática de violência em relação homoafetiva entre mulheres”.

SAIBA MAIS

Denúncias podem ser feitas ao 180 e 190, de maneira anônima, se desejar.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte