Política | Agenda de reformas

Dino chama gestão Bolsonaro de "inerte" e critica reforma

As críticas do governador Flávio Dino (PCdoB) ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), se referem à agenda de debates proposta pela União, reforma administrativa incluída
Thiago Bastos12/08/2020

SÃO LUÍS - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), criticou a “reforma administrativa” encabeçada pelo Govenro Federal e afirmou que a União está inerte, pois – segundo o gestor – discute temas que não são de relevância pública, como a recriação de impostos. De acordo com o comunista, a redução nos serviços públicos segue a “contramão” do planeta.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte