Cidades | Vítimas

15,8% dos óbitos por SRA em São Luís são de não residentes na capital

Conforme cartórios, número é maior do que os que faleceram fora de seus domicílios em decorrência de causas cardíacas e demais doenças naturais somadas
29/07/2020

São Luís - Um total de 15,8% das pessoas falecidas por doenças respiratórias (as Síndromes Respiratórias Agudas – SRA) em São Luís era residente de outros municípios. É o que apontam os números dos registros de óbitos feitos pelos cartórios brasileiros no período de 16 de março a 16 de julho deste ano, disponíveis no Portal da Transparência do Registro Civil, plataforma administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), e computados a partir de declarações de óbitos atestadas pelos médicos.

Estamos vivendo uma situação onde o senso de coletividade, a prevenção e conscientização são fundamentais. Em momentos como esse, a informação não tem preço. Por esse motivo o jornal O Estado está liberando o acesso gratuito a todo o seu conteúdo. Fique em casa e bem informado. Leia O Estado.

Já tenho cadastro

entrar

Ainda não tenho cadastro

Cadastre-se

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte