Geral | Ação conjunta

DPE une esforços para reduzir mortalidade infantil no Maranhão

Defensoria e parceiros lançaram projeto "Todos pela Atenção Básica", para adotar medidas e ações sistematizadas para fortalecer a atenção primária no estado
25/07/2020

Fatores como inadequação do pré-natal, precariedade das unidades hospitalares e maternidades, falta de capacitação específica dos profissionais que conduzem o parto e nascimento, além da ineficiência do transporte neonatal colocam o Maranhão como o segundo estado brasileiro com o maior número de casos de mortalidade infantil no país, apresentando uma taxa de 20,3 óbitos por 1.000 nascidos vivos, sendo que a média nacional é de 12,8 óbitos, segundo dados do IBGE. Inconformada com essa triste realidade, a Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), por meio do Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente (NDCA), em conjunto com a Sociedade de Puericultura e Pediatria do Maranhão, iniciou uma grande mobilização para reduzir a mortalidade infantil no estado, cujos indicadores perdem apenas para o Amapá.

Estamos vivendo uma situação onde o senso de coletividade, a prevenção e conscientização são fundamentais. Em momentos como esse, a informação não tem preço. Por esse motivo o jornal O Estado está liberando o acesso gratuito a todo o seu conteúdo. Fique em casa e bem informado. Leia O Estado.

Já tenho cadastro

entrar

Ainda não tenho cadastro

Cadastre-se

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte