Cidades | Campanha contra Sarampo

Ação nos terminais de integração imuniza cerca de 3.700 pessoas em São Luís

Equipes estiveram de segunda a quinta-feira em postos volantes nos terminais da Praia Grande, Cohama, Cohab e São Cristóvão; estratégia teve como objetivo fortalecer a adesão da população adulta à campanha que segue até dia 31 de agosto
Com informações da assessoria24/07/2020 às 08h53
Ação nos terminais de integração imuniza cerca de 3.700 pessoas em São LuísAção ocorreu de segunda a quinta-feira e teve resultados positivos (Divulgação)

SÃO LUÍS- Em quatro dias de ação nos terminais de integração da capital, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) imunizou cerca de 3.700 pessoas contra o sarampo. A estratégia da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior teve como objetivo atingir um maior número de adultos entre 20 e 49 anos que devem ser vacinadas como forma de prevenção à doença. A campanha segue até o dia 31 de agosto em 52 postos de saúde e três escolas da rede pública. Ao todo, já foram imunizadas mais de 20 mil pessoas.

Desde segunda-feira (20), equipes do setor de imunização da Prefeitura estiveram em locais de embarque e desembarque de passageiros aplicando as doses. A programação abrangeu os terminais da Cohab, Cohama, Praia Grande e São Cristóvão, encerrando neste último. Segundo o titular da Semus, Lula Fylho, a pasta estuda a extensão da vacinação nos terminais.

Durante a ação, os vacinadores - além de aplicar as doses - tomaram medidas de proteção sanitárias contra o coronavírus. Os profissionais de saúde envolvidos no trabalho estavam com luvas e máscaras. Com apoio dos funcionários dos terminais, foram estipuladas marcas no solo para delimitar a distância entre um e outro usuário na fila única para recebimento da vacina. A Semus também ofertou álcool em gel para quem se vacinou.

Conforme orientação do Ministério da Saúde, foram vacinados preferencialmente adultos entre 20 e 49 anos que tenham recebido apenas uma dose contra a doença, ou quem jamais receberam a proteção imunológica. Os usuários que portavam carteira de vacinação eram orientados de que as vacinas permaneceriam disponíveis em 52 postos de saúde, além de escolas. O objetivo era que estes já vacinados alertem familiares e amigos que ainda não se imunizaram para comparecer a uma das unidades.

O secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, parabenizou a equipe da coordenação de Imunização e enfatizou a importância do trabalho que segue orientação do prefeito Edivaldo. "A estrategia de levar as equipes aos terminais foi um sucesso. Houve a ampliação da cobertura da vacinação com a inclusão das doses, no entanto, é importante enfatizar que estas permanecerão disponíveis nas unidades após este trabalho", disse.

O sarampo é considerado pelo Ministério da Saúde uma doença infecciosa grave, causada por um vírus. De acordo com a pasta federal, sua transmissão ocorre quando o infectado tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte