Geral | Cancelado

Sinal de "OK" faz homem perder emprego nos Estados Unidos

Emmanuel Cafferty perdeu emprego dos sonhos depois de ser cancelado no Twitter; gesto foi interpretado como símbolo supremacista branco
BBC News Brasil 22/07/2020 às 13h29
Sinal de "OK" faz homem perder emprego nos Estados Unidos Arquivo Pessoal

CALIFÓRNIA– No último dia 3 de junho, o norte-americano Emmanuel Cafferty, de 47 anos, teve sua vida mudada de cabeça pra baixo. O homem foi “flagrado” enquanto voltava para casa depois de mais um dia de trabalho, ele dirigia a caminhonete da empresa quando uma pessoa tirou uma foto de um gesto que ele fazia despretensiosamente.

A pessoa que fez a foto, o acusou de estar reproduzindo um símbolo supremacista branco, duas horas depois o incidente, seu supervisor telefonou para dizer que ele havia sido denunciado como racista nas redes sócias e estava suspenso do trabalho, sem vencimentos.

"Foi assim que eu perdi o melhor emprego que já tive na vida", disse, Emmanuel Cafferty durante entrevista com a BBC News Brasil.

Sem faculdade, filho de migrantes mexicanos, ele vivia sua versão do sonho americano. Ganhava US$ 41 por hora, o dobro do salário de seu emprego anterior, e tinha plano de saúde e de aposentadoria pela primeira vez na vida. Quando conseguiu a vaga, há seis meses, ele, as três filhas e os netos saíram para jantar em comemoração.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte