Geral | Números

Maranhão chega a 98.952 casos confirmados de coronavírus

Dados são da Secretaria de Estado da Saúde e informam, ainda, que 2.463 pacientes morreram em decorrência da Covid-19; apesar do aumento, população segue desrespeitando medidas de distanciamento social
Evandro Júnior/Da equipe de O Estado12/07/2020 às 18h57
Maranhão chega a 98.952  casos confirmados de coronavírusFreepik

SÃO LUÍS- O mais recente boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite deste domingo (12), aponta que 77. 815 pessoas já estão curadas do novo coronavírus no Maranhão. O documento informa, no entanto, que o número de casos confirmados da doença já chega a 98.952, ou seja, quase 100 mil. Por outro lado, 2.463 pacientes morreram em decorrência da Covid-19. Apesar dos dados ainda preocupantes, cenas de aglomeração estão se tornando cada vez mais comuns, principalmente em bares e nas praias.

“Mais um fim de semana chegando ao fim e, infelizmente, registro de aglomerações em bares. Continuaremos fiscalizando. É possível retornar mantendo o cumprimento das regras de higiene. Com o apoio de todos, venceremos mais rápido”, escreveu o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, em suas redes sociais.

Na capital maranhense, segundo o boletim, foram registrados 82 novos casos, enquanto em Imperatriz, mais 15 casos, e nas demais regiões, 457. Até agora, foram realizados 208.644 testes e há pelo menos 6.653 casos suspeitos. Um total de 17.962 pessoas está se recuperando em isolamento social.

O número de testes vem crescendo semana a semana. Até a 16ª semana epidemiológica, o Maranhão tinha realizado 4.214 testes. Já na 27ª semana, foram quase 26 mil testes. Quanto mais testes, menor é a subnotificação e maior é a transparência. É a partir dos testes que é possível medir informações como casos confirmados, pessoas recuperadas e taxa de mortalidade.

Novos óbitos foram registrados nas cidades de Açailândia (1), Alto Alegre do maranhão (1), Barão do Grajaú (1), Caxias (1), Graça Aranha (1), Igarapé do Meio (1), Riachão (1), São Bernardo (1), São José de Ribamar (1), Vargem Grande (1), Vitorino Freire (1), Bom Jardim (2), Santa Quitéria (2), Zé Doca (3), Bacabal (5) e São Luís (4).

A Assessoria de Imprensa do Hospital São Domingos também enviou boletim diário informando que 40 pacientes prosseguem internados e que ainda há 33 leitos de UTI reservados. O boletim da unidade de saúde informa ainda que 872 pacientes já tiveram alta hospitalar e 667 foram recuperados.

Apesar dos casos confirmados e óbitos, a população segue desrespeitando as medidas de distanciamento social, provocando aglomerações. Na orla marítima e em bares, as aglomerações têm sido mais freqüentes. Na sexta-feira, o governador Flávio Dino disse que as medidas de liberações e retomadas das atividades estão em um “quadro congelado” e que não haverá mais liberações, além das que já estão programadas. E que não haverá, também, fechamento de setores. Conforme o governador, o estágio atual será mantido, provavelmente até o fim do mês de agosto.

“Se o alerta resultar em crescimento como alguns insistem em prevê, é claro que teremos mais restrições como outros estados tem adotado. Não acredito que isso seja necessário. Mas estamos nessa posição exatamente de alerta e, portanto, com um quadro congelado, estático. Nós não vamos nem flexibilizar mais, nem reduzir ou impor novas sanções”, frisou o governador.

O Ministério da Saúde continua enfatizando nas campanhas de alerta a importância de se evitar aglomerações, recomendando medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. O órgão frisa, também, que é extremamente necessário evitar tocar olhos, nariz e boca, sem que as mãos estejam limpas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte