Cidades | Celebração

No dia da tradicional festa maranhense, alguns fiéis e integrantes do boi amanhecem na Capela de São Pedro

A data é uma tradição e muitos passam no local para pagar promessas e agradecer ao santo
Bárbara Lauria / Equipe O Estado 29/06/2020 às 10h48
No dia da tradicional festa maranhense, alguns fiéis e integrantes do boi amanhecem na Capela de São Pedro Brincantes vão até o local receber bênçãos (Paulo Soares / O Estado)

São Luís – Devido à pandemia da Covid-19, a tradicional festa na Capela de São Pedro foi suspensa este ano, para evitar aglomerações. No entanto, na manhã desta segunda-feira (29), dia de São Pedro, alguns fiéis e integrantes do boi passaram no local para receber suas bênçãos e pagar promessas.

Alguns vestiam indumentárias dos grupos de bumba meu boi e subiram as escadas de joelhos, outros, acenderam velas para agradecer ao santo, as realizações deste ano.

O padre Manoel Júnior, da Paróquia de São Pantaleão, a qual a Capela de São Pedro pertence, explicou que a comemoração este ano está sendo diferente, como missas transmitidas ao vivo, e as medidas de segurança estão sendo respeitadas. “Este ano, a comemoração será feita a partir da fé’, concluiu o padre.

Tradicionalmente, ao som das toadas, brincantes e fiéis passam pela Casa das Minas, localizada na região central da capital e seguem em cortejo até a Capela de São Pedro. Ao chegar na capela, os grupos de bumba meu boi se revezam para reverenciar e depositar oferendas, pedir bênçãos, pagar promessas e agradecer ao santo pelo término de mais um São João.

O festejo tradicional maranhense é realizado há 79 anos e arrasta uma multidão de apaixonados pelo São João do Maranhão. A festa costuma ter início na noite do dia 28 de junho e segue por toda madrugada, terminando, somente, no fim do dia 29 de junho (dia de São Pedro), com a realização de duas procissões religiosas.

Galeria de fotos

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte