Geral | Mudança

MEC revoga inclusão de negros, indígenas e deficientes em curso de pós-graduação

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub revogou portaria publicada em maio de 2016, que exigia que as Universidades Federais promovessem políticas de cotas em programas de pós-graduação.
Com informações da CNN, em Brasília18/06/2020 às 10h35
MEC revoga inclusão de negros, indígenas e deficientes em curso de pós-graduação O Ministro da Educação Abraham Weintraub revogou inclusão de negros, indígenas e deficientes em curso de pós-graduação (Reprodução)

BRASÍLIA- O Ministro da Educação, Abraham Weintraub revogou portaria publicada em maio de 2016, que exigia que as Universidades Federais promovessem políticas de cotas em programas de pós-graduação. O texto publicado nesta quinta (18) no Diário Oficial da União.

O texto previa que as Instituições Federais de Ensino Superior apresentassem propostas sobre inclusão de negros (pretos e pardos), indígenas e pessoas com deficiência em seus programas de mestrado e doutorado, e criassem comissões para discutir e aperfeiçoar ações nesse sentido.

Além disso, a portaria dizia que o Ministério da Educação, por meio de um grupo de trabalho, monitoraria as ações propostas no documento.

Com a revogação, o ato perde a validade a partir desta quinta (18), mesmo dia em que são altas as expectativas acerca da demissão do ministro Abraham Weintraub.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte