Polícia | Investigação

Icrim afirma que carro apreendido não é o usado em assassinato de publicitário

Laudo saiu na tarde desta quinta-feira; crime ocorreu na terça-feira (16), na Lagoa da Jansen, e prisão de suspeito deve ser revogada
Ismael Araújo / O Estado 18/06/2020 às 17h19

SÃO LUÍS - O laudo pericial do Instituto de Criminalística (Icrim), que foi emitido na tarde de quinta-feira (18), constatou que o veículo Argo vermelho de propriedade do pai de suspeito, preso pela polícia, não foi utilizado pelo autor do assassinato do publicitário Diogo Adriano Campos. O crime ocorreu no último dia 16, na Lagoa da Jansen.

Estamos vivendo uma situação onde o senso de coletividade, a prevenção e conscientização são fundamentais. Em momentos como esse, a informação não tem preço. Por esse motivo o jornal O Estado está liberando o acesso gratuito a todo o seu conteúdo. Fique em casa e bem informado. Leia O Estado.

Já tenho cadastro

entrar

Ainda não tenho cadastro

Cadastre-se

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte