Vida | Mercado de trabalho

Profissional de tecnologia troca startup por empresa tradicional em meio à crise

Presidente da Associação Brasileira de Startups (Abstartups) admite a ofensiva de grandes negócios por trabalhadores formados
Estadão Conteúdo 11/05/2020

SÃO PAULO - Em um país que mesmo antes da pandemia de coronavírus tinha desemprego próximo de 12%, a falta de mão de obra em tecnologia permitia que esses profissionais pudessem escolher onde trabalhar. Essa vantagem competitiva não deve desaparecer no longo prazo - na semana passada, a consultoria McKinsey divulgou estudo prevendo que o Brasil terá escassez de 1 milhão de trabalhadores no setor até 2030. Mas, no curto prazo, com milhares de demissões em startups por causa da pandemia de coronavírus, até esse grupo passou a valorizar o fator segurança E muitos estão trocando startups por companhias tradicionais.

Estamos vivendo uma situação onde o senso de coletividade, a prevenção e conscientização são fundamentais. Em momentos como esse, a informação não tem preço. Por esse motivo o jornal O Estado está liberando o acesso gratuito a todo o seu conteúdo. Fique em casa e bem informado. Leia O Estado.

Já tenho cadastro

entrar

Ainda não tenho cadastro

Cadastre-se

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte