Polícia | Violência

Criminalidade em alta: oito pessoas mortas em menos de 24 horas

Maioria dos casos ocorreu durante a noite da última quarta-feira, 25; em Açailândia foram dois assassinatos, um com faccionados envolvidos
27/03/2020
Criminalidade em alta: oito pessoas mortas em menos de 24 horas Oito pessoas foram assassinadas no interior do estado e criminalidade seguem em alta no Maranhão (Divulgação)

SÃO LUÍS - Oito pessoas foram assassinadas em menos de 24 horas no interior do estado. Somente em Açailândia ocorreram dois homicídios durante a noite da última quarta-feira, 25. Uma das vítimas ainda ontem tinha sido identificada apenas como “Biladê”. De acordo com a polícia, ele foi morto a tiros na área de assentamento João do Vale, localizada na zona rural daquela cidade.
A Polícia Civil está investigando o caso, mas até o período da tarde de ontem ninguém havia sido preso. Os familiares da vítima não compareceram ao hospital de Açailândia para fazerem o reconhecimento do corpo e a motivação desse crime não foi revelada.

O outro assassinato ocorreu na Vila Ildemar e a vítima foi um homem identificado como Ezequiel. Segundo a polícia, ele levou dois tiros na cabeça e os acusados fugiram em um veículo branco, de marca e placas não identificadas. Há informações que esse crime tenha tido a participação de integrantes de uma facção criminosa, e o caso está sendo investigado pela equipe da Delegacia Regional de Açailândia.

Morte de cadeirante

O cadeirante Valdeci Vitória da Costa, de 66 anos, foi assassinado a tiros no começo da noite de quarta-feira, 25, em Bacabal. A polícia informou que a vítima era proprietário de um bar, no bairro Novo Bacabal, e foi assassinado nesse local por um homem, que não foi identificado. Vizinhos chegaram a ouvir tiros provenientes desse estabelecimento comercial.

A esposa da vítima, nome não revelado, disse para a polícia que um homem esteve no bar e ingeriu bebida alcoólica, mas como não teve dinheiro para pagar a conta no valor de R$ 30 deixou o seu celular penhorado. No período da noite, ele retornou ao estabelecimento comercial para buscar o aparelho, mas ainda não tinha o dinheiro para efetuar o pagamento e queria deixar desta vez uma carteira até o dia que poderia pagar a conta.

Essa proposta acabou sendo recusada pelo comerciante. Ela também informou que chegou a ouvir tiros e logo após encontrou o seu esposo caído, morto no bar, com marca de tiros pelo corpo. A polícia está realizando incursões para prender o acusado. O corpo do cadeirante foi levado para o hospital da cidade para ser autopsiado e ontem foi liberado para os familiares.

Execução

Até ontem, a polícia não havia efetuado a prisão da dupla criminosa acusada de ter executado Francisco das Chagas Damasceno Sousa, o Magrão, de 35 anos. De acordo com a polícia, a vítima foi baleada e morreu na porta de sua residência, na área central da cidade de Caxias. Os acusados fugiram em um veículo de marca e placas não identificadas. A equipe da Delegacia de Homicídios está investigando o caso.

Achado

Populares encontraram ontem um corpo do sexo masculino em uma área de matagal, localizada no povoado Jerusalém, zona rural de Pedro do Rosário. O corpo apresentava marcas de tiros e existe a suspeita que a vítima residia na cidade de Zé Doca.

Ex-presidiário

A Polícia Civil está investigando o assassinato de um ex-presidiário, identificado como Neguinho, ocorrido na noite da última quarta-feira, no município de Barreirinhas. Ele levou quatro tiros em plena via pública e um deles atingiu a cabeça. A vítima morreu no local e os acusados tomaram rumo ignorado.

Um homem, identificado como Andrew, foi morto a tiros dentro de sua residência, localizada no bairro Bacuri, em Imperatriz, durante a madrugada de quinta-feira, 26. O amigo de Andrew, nome não revelado, foi baleado e levado para o Hospital Municipal de Imperatriz, mas, segundo a polícia, não corre risco de morte. O crime está sendo investigado pela equipe da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoas, mas até o período da tarde de ontem não tinha registro de prisão.

Latrocínio

O comerciante Raimundo Feliz Boas Aguiar, de 55 anos, foi morto e teve a sua motocicleta roubada, no decorrer da noite de quarta-feira (25), no povoado Maçaricó, em Guimarães, Região da Baixada Maranhense.

O subtenente Reginaldo, lotado no quartel dessa cidade, declarou que o comerciante foi abordado por dois criminosos e assassinado a tiros. Os acusados fugiram levando a moto da vítima e, no povoado Rumo, em Mirinzal, abandonaram o veículo, mas, tomaram de assalto uma outra motocicleta. Há informações que os criminosos são moradores dessa região.

Saiba mais

Uma tragédia ocorreu no último dia 25, no povoado São João, zona rural de Codó. Segundo a polícia, Isabelly da Silva Santos, de 2 anos, caiu dentro de um balde com água, que estava no banheiro da sua residência. Há informações que ela tentou pegar os brinquedos que estavam no balde. O caso é investigado pela 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Codó.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte