Vida | Atenção

Como controlar o estresse e a ansiedade durante a pandemia

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem o maior número de ansiosos do mundo e, com isolamento social, o número pode aumentar
27/03/2020

SÃO LUÍS- O Brasil é um dos países mais ansiosos do mundo. São 18,6 milhões de brasileiros que convivem com o transtorno, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Apesar de ser considerada uma reação normal do corpo humano diante de situações que podem representar uma ameaça – um frio na barriga em véspera de prova, o medo de viajar para um lugar novo e distante, o nervosismo na hora de apresentar um trabalho -, a ansiedade evolui para um transtorno quando a intensidade desse sentimento aumenta de forma exacerbada. Celiane Chagas, psicóloga do Hapvida Saúde, destaca que, entre as causas do quadro de ansiedade, estão situações traumáticas, doenças físicas e, em grande parte dos casos, circunstâncias estressantes geradas por expectativa, dúvidas e incertezas, a exemplo do que se vive hoje, em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Estamos vivendo uma situação onde o senso de coletividade, a prevenção e conscientização são fundamentais. Em momentos como esse, a informação não tem preço. Por esse motivo o jornal O Estado está liberando o acesso gratuito a todo o seu conteúdo. Fique em casa e bem informado. Leia O Estado.

Já tenho cadastro

entrar

Ainda não tenho cadastro

Cadastre-se

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte