Cidades | Reciclagem

Coleta Seletiva Domiciliar já está funcionando em São Luís

Projeto da Prefeitura de São Luís é a continuação dos ecopontos e dos programas de saneamento na cidade; agendamento é feito por telefone
Bárbara Lauria / O Estado17/03/2020
Coleta Seletiva Domiciliar já está funcionando em São LuísColeta Seletiva Domiciliar já pode ser agendada em São Luís; serviço é gratuito e realizado pela Prefeitura (Paulo Soares / O Estado)

Desde ontem, 16, São Luís conta com a Coleta Seletiva Domiciliar, que consiste no recolhimento do lixo para a reciclagem, na casa daqueles que solicitarem o serviço. A ideia é contar com o apoio da população para manter o saneamento da cidade e aprimorar a reciclagem. O serviço, por agendamento, já está disponível à população, gratuitamente, e pode ser solicitado via celular pelo número (98) 99188-9990 (whatsApp).

A implantação da coleta seletiva porta a porta faz parte da macropolítica de gestão de resíduos sólidos implantada pela Prefeitura, reforçando os índices de reciclagem de São Luís, que hoje é o maior de toda a região Nordeste.

“Quando assumimos a gestão do município, a capital não conseguia cumprir os requisitos previstos na Política Nacional de Resíduos Sólidos. Investimos em planejamento estratégico e ações eficientes de gestão e, hoje, São Luís é destaque nacional quando o assunto é política de gerenciamento de resíduos e uma das capitais do Nordeste com maior taxa de recuperação de materiais recicláveis. Saiu de 0,46% para os atuais 5,44%. Sem dúvida, a coleta seletiva domiciliar é mais um marco na gestão de resíduos sólidos e tem impacto positivo na preservação do meio ambiente, na qualidade de vida das pessoas e na geração de emprego e renda”, disse o prefeito Edivaldo Holanda (PDT).

O Município possui 18 Ecopontos, espalhados em lugares estratégicos, para que a população leve seus resíduos, e outros dois em construção, além de ações educativas como o “Cidadão Limpeza - Cidade Beleza”.

O projeto de coleta domiciliar começou a funcionar a partir desta segunda-feira e, aquele que quiser participar deve separar seu lixo de acordo com o tipo de reciclagem, entrar em contato com a Prefeitura e, em até 72 horas, a coleta desse material será feita na residência.

O programa foi idealizado pelo Município, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana (CGLU), e funciona como uma alternativa a mais para aqueles que não podem se locomover até os ecopontos. Ele é uma nova fase do projeto de reciclagem, que se iniciou há alguns anos. Um dos marcos do projeto foi em 2015, quando o Aterro de Ribeira foi desativado por ter ultrapassado sua capacidade.

O cidadão pode dispor para a coleta a partir de 100 litros (um saco grande de lixo) de resíduos por entrega, não existe um limite máximo. A coleta domiciliar será feita apenas para cidadãos. Empresas devem participar da coleta prevista na Lei Municipal, em que grandes geradores de lixo devem encaminhar seus resíduos para cooperativas de catadores de material reciclável.

Segundo o prefeito Edivaldo Holanda (PDT), a rota da coleta seletiva domiciliar ainda não foi definida. Ela será mapeada após o agendamento dos cidadãos que solicitarem o serviço.

Educação
Antes de iniciar a coleta de recicláveis porta a porta, a Prefeitura de São Luís realizou um planejamento profissional de gestão de resíduos sólidos para atender às metas estabelecidas na Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) - Lei Federal Nº 12.305/2010. Dentre as diversas ações e serviços implementados estão a política dos Ecopontos e a Campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza.
Desde 2016, quando foi inaugurado o primeiro Ecoponto (localizado no bairro Parque Amazonas), São Luís passou a ter um programa efetivo de coleta seletiva. Atualmente, são 17 equipamentos do tipo em pleno funcionamento e outros seguem em construção em diversas regiões da cidade. Os Ecopontos são equipamentos públicos, nos quais a população pode fazer a entrega voluntária dos resíduos sólidos recicláveis e passíveis de reutilização.
E por meio da Campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza estão sendo realizadas ações de educação ambiental para que a população entenda a importância da coleta seletiva, da reciclagem e forma correta de fazer o manejo do seu resíduo domiciliar.

FIQUE ATENTO

O Comitê Gestor de Limpeza Urbana de São Luís, órgão que coordena a política de sustentabilidade idealizada pela Prefeitura, também orienta que os pequenos geradores não deixem o material a ser coletado disposto na rua, pois a equipe da coleta seletiva vai bater na porta de cada morador solicitante para receber o material ou pedir para portaria interfonar, caso o cidadão more em condomínio.

SAIBA MAIS

Resíduos Recicláveis Secos

São compostos principalmente por metais (Como aço e alumínio), papel, papelão, tetrapak (caixas de leite e suco, por exemplo), diferentes tipos de plástico e vidro. Para levar esses objetos para a coleta é necessário que eles sejam ensacados e devidamente limpos.

Resíduos Recicláveis Úmidos

São os indiferenciados como louça, papel higiênico, fraldas descartáveis, absorvente íntimos, restos de alimentos, como vegetais e frutas, palitos de madeira, papel engordurado, entre outros. Estes resíduos devem ser ensacados e colocados na porta de sua residência para coleta de acordo com os horários pré estabelecidos.

Resíduos Volumosos

São aqueles que apresentam grande volume e dificuldade e manejo, como móveis, pneus e eletrodomésticos. Nesse caso é necessário levar até um ecoponto.

Ecopontos

Os ecopontos foram as primeiras medidas de reciclagem em São Luís, o primeiro foi inaugurado pela Prefeitura de São Luís em maio de 2016. Atualmente existem dezoito ecopontos pelo município e estão sendo construídos mais dois. Esses locais são uma medida da prefeitura para garantir que a população possa descartar seus lixos de forma ambientalmente adequada separando os lixos de acordo com seu destino.

Cidadão Limpeza, Cidade Beleza

Cidadão limpeza, Cidade Beleza é um dos projetos educativos da Prefeitura de São Luís que conta com palestras em escolas e campanhas para conscientizar a população sobre a importância da reciclagem e da correta coleta de lixo.

TIRE SUAS DÚVIDAS

Como solicitar o serviço da coleta seletiva?
É possível solicitar a coleta seletiva quando a quantidade de material acumulado seja igual ou superior a 100 litros, ou seja, um saco de lixo grande. Você deverá entrar em contato para agendamento através do aplicativo whatsApp por meio de número 99188-9990.

Como é realizada a coleta do material?
Durante o atendimento pelo whatsApp a coleta seletiva será agendada, com o prazo para retirada do material em até 72h, de segunda a sábado. O material não deve ser disposto na rua, pois a coleta seletiva baterá à sua porta para receber o material ou pedir para sua portaria interfonar, caso você more em condomínio. O veículo da Coleta Seletiva São Luís é devidamente identificado.

O serviço será pago?
Não, esse serviço será gratuito. Qualquer reclamação entre em contato pelo 0800 098 1636.

Para onde vai e o que será feito com o material coletado?
O material coletado será entregue às cooperativas de catadores que realizam o serviço de triagem e encaminham para a reciclagem, que possibilita que menos recursos ambientais sejam utilizados nos processos de consumo.

NÚMEROS

30% das cidades brasileiras não tem coleta seletiva
49% das cidades do nordeste não possuem programa público de reciclagem
3% de reciclagem é a média nacional
2, 34% é o índice de coleta em São Luís

Ranking de reciclagem entre as capitais do nordeste

São Luís (MA) 2,34%
João Pessoa (PB) 1,39%
Aracaju (SE) 1,08%
Natal (RN) 0,83%
Fortaleza (CE) 0,54%
Salvador (BA) 0,37%
Recife (PE) 0,27%
Maceió (AL) 0,22%
Teresina (PI) 0,12%

FONTE: Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS)

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte