Estado Maior

Preocupação

16/03/2020

Após a declaração da Organização Mundial de Saúde de pandemia do Covid-19, o Coronavírus, e o aumento no número de suspeitas de casos no país e no Maranhão, a Assembleia Legislativa começou a discutir o tema.

Na semana passada, o deputado Adriano Sarney (PV) solicitou informações do Ministério da Saúde a respeito de protocolos que deverão ser adotados no estado para prevenção e combate ao vírus. Ele também pleiteou junto ao Governo Federal a criação de uma comissão especial no Maranhão para tratar dos riscos do coronavírus no estado. Adriano alertou para a possibilidade de o complexo portuário maranhense - que diariamente recebe navios da Ásia e da Europa -, servir como porta de entrada para vírus.

O Ministério da Saúde encaminhou resposta ao parlamentar e detalhou os protocolos já estabelecidos e que devem ser implementados pelas autoridades de saúde estadual.

Já a deputada Detinha, protocolou uma Indicação junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa com pedido para que a comunicação institucional dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário intensifiquem campanhas educativas sobre o coronavírus. Ela afirmou que não há motivos para pânico, mas lembrou que a velocidade com que o vírus se espalha no mundo justifica uma ação mais enérgica no estado.

Wellington do Curso também pediu atenção do poder público na efetivação de protocolos.

A tendência, em caso de aumento de casos suspeitos no estado, é de que o tema permaneça em debate no Legislativo.

Preocupação

O deputado federal Edilázio Júnior também demonstrou preocupação com eventual disseminação do coronavírus em São Luís e no estado.

Ele falou sobre a necessidade de se implantar protocolos rígidos no Porto do Itaqui e no Aeroporto Marechal Cunha Machado como medida preventiva contra o vírus.

O parlamentar lembrou que o problema tem atingido nações, por isso a necessidade de vigilância.

Medidas

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Joaquim Figueiredo, assinou ato que institui medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus.

A medida ocorre após o corregedor-geral, desembargador Marcelo Carvalho, ter solicitado remessa de álcool em gel e máscaras descartáveis para os funcionários da Justiça.

Entre as medidas, está o regime de teletrabalho temporário pelo prazo de 15 dias aos servidores que tenham regressado de viagens a localidades com surto do Covid-19.

Pesar

A ex-governadora Roseana Sarney manifestou pesar e lamentou o falecimento do senhor José Mercedes Braga, ocorrida na última quarta-feira.

José Braga era pai do superintendente da Codevasf no Maranhão e ex-prefeito de Nina Rodrigues, Jones Braga.

José Braga deixou um forte legado nos seus 100 anos de vida pública e marcou a história de Nina Rodrigues.

Trevas

O governador Flávio Dino utilizou o seu perfil em rede social para comentar recentes mortes que provocaram forte repercussão e/ou que ainda não foram solucionadas.

Ele citou Marielle, o ex-ministro Teori, o ex-policial Adriano e Bebiano, ex-ministro do governo Bolsonaro.

“Muitas mortes absurdas ou esquisitas que um dia serão esclarecidas. Vivemos uma era de trevas Mas vai passar”, disse.

Repúdio

O senador Roberto Rocha repudiou o comentário de Flávio Dino e o chamou de irresponsável ao tratar do tema.

“Flávio Dino chega ao cúmulo da irresponsabilidade ao insinuar que o presidente Bolsonaro mandou matar Bebiano. Logo ele, comunista, sabe que ninguém faz isso na frente da família, a menos que simule um assalto. Basta ver o caso Celso Daniel”, disse.

Dino não respondeu.

Democracia?

Defensor da democracia e dos direitos humanos nas redes sociais, o governador Flávio Dino impediu, mais uma vez, livre manifestação de servidores em frente ao Palácio dos Leões.

O ato ocorreria na sexta-feira passada, organizado pelo Sintsep, em protesto por melhores condições de trabalho e recomposição salarial, mas não pode ser realizado.

Um forte aparato policial fechou a rampa de acesso ao Palácio dos Leões e desmobilizou os servidores públicos.

De Olho

R$ 5.405.914,50 é crédito adicional liberado pelo governador Flávio Dino para a Secretaria de Estado da Agricultura Familiar

Descaso

A população do Alto Turu, Jardim Turu e Parque Vitória tem denunciado descaso do Governo do Estado com a mobilidade urbana dos bairros.

A principal via de acesso às comunidades, Estrada da Vitória, está com trecho intragável no ponto que faz a interligação com a avenida do Alto Turu.

Diariamente, carros ficam presos num buraco enorme formado na via e prejuízos têm sido contabilizados. Apesar dos muitos apelos à Sinfra, nada foi feito.

E Mais

- A informação nos bastidores é de que o senador Roberto Rocha vai tentar disputa ao Governo do Estado na eleição de 2022.

- O problema se repete: ruas e avenidas de São Luís destruídas pelas chuvas fortes que caíram nos últimos dias.

- A Prefeitura de São Luís removeu árvores de décadas de existência que ficavam no canteiro central da avenida Daniel de La Touche, na Cohama. Uma obra está sendo realizada no local.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte