Geral | Pandemia

Casos suspeitos de coronavírus no MA estão em isolamento domiciliar

Cinco novos casos estão sendo investigados no estado. Dentre os pacientes, há uma criança, que tem 4 anos com histórico de viagem para Miami e Orlando
Nelson Melo / O Estado13/03/2020 às 21h41
Casos suspeitos de coronavírus no MA estão em isolamento domiciliar (Divulgação)

A entrada do coronavírus no Maranhão continua sendo monitorada. Até o momento, não há resultado positivo para a doença no estado. No entanto, nem bem cinco casos foram descartados, após exames de contraprova, outros cinco estão sob investigação. Os pacientes são um homem, duas mulheres, uma adolescente e uma criança, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Todas essas pessoas foram orientadas para o isolamento domiciliar, que ocorre dependendo das condições clínicas do provável infectado.

De acordo com informações da SES, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) está realizando o monitoramento dos casos suspeitos no Maranhão. O órgão frisou que os pacientes foram atendidos na rede hospitalar privada. O homem tem 46 anos, sendo procedente de Milão, na Itália. A mulher, que tem 47 anos, teve contato com uma pessoa monitorada devido ao Covid-19. Já a adolescente tem 15 anos, com registro de viagem para Santa Bárbara, na cidade da Califórnia, nos Estados Unidos da América (EUA).

A outra mulher tem 63 anos, com procedência de Nazaré, Fátima e Óbidos, em Portugal. Por fim, a criança tem 4 anos, com histórico de viagem para Miami e Orlando, nos EUA. “A SES informa que os referidos casos suspeitos de Covid-19 permanecem em monitoramento e investigação, o que inclui o envio das amostras coletadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen-MA) para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, em Belém (PA)”, informou a Secretaria de Estado da Saúde.

Casos descartados

Ainda de acordo com a SES, foi realizado, recentemente, o monitoramento de dez casos suspeitos do Covid-19 no Maranhão. Dentre as a situações, oito tiveram resultado negativo e dois foram excluídos pelo Centro de Informações Estratégicas e Vigilância em Saúde. A medida foi adotada após revisão dos critérios epidemiológicos, conforme o Plano Estadual de Contingência do Novo Coronavírus.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, dentre os oito pacientes que estavam em monitoramento, dois são homens e seis mulheres. Do sexo feminino, uma tem 29 anos, com procedência da Itália, e outra tem 19, contactante de caso anterior. As demais têm 66 (procedente da Itália e França), 28 (procedente de Portugal e Espanha), 39 (procedente de Portugal) e 62 (com histórico de viagem para a França).

Já os dois homens que estavam sob investigação têm 35 anos (procedente de Orlando, Miami e Nova Iorque) e 24 (procedente de Portugal). Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, os sistemas de atenção à saúde seguem acompanhando os pacientes suspeitos. Todas essas situações foram notificadas ao Ministério da Saúde, a quem cabe a utilização do monitoramento no sistema. Os pacientes estavam em isolamento domiciliar.

Monitoramento nos portos

Sobre a situação dos portos com relação ao coronavírus, a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) disse que o Porto do Itaqui, em São Luís, atua de acordo com protocolos internacionais de saúde e segurança, mantendo atualizado o seu Plano de Contingência para Assuntos de Interesse Internacional em Saúde Pública. Além disso, há um porto permanente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na área portuária.

Ainda segundo a Emap, o plano é testado anualmente por meio de exercícios presenciais simulados, que conta com a participação da Anvisa, secretarias Estadual e Municipal de Saúde, Marinha do Brasil e Polícia Federal (PF). “Por fim, declara que todos os navios que chegam ao porto são monitorados pela Anvisa e só atracam se a Declaração Marítima de Saúde estiver de acordo com o protocolo vigente”, informou a Empresa Maranhense de Administração Portuária.

Fique por Dentro

Isolamento domiciliar

O Ministério da Saúde divulgou, no último dia 12 de março, as recomendações sobre quais pessoas devem ficar isoladas por causa do novo coronavírus, chamado de Sars-Cov-2. As autoridades ressaltaram que determinadas pessoas devem permanecer em casa ou, em casos graves, no hospital, com o objetivo de minimizar o avanço da transmissão local. Cabe destacar que a decisão de optar pelo isolamento domiciliar passa pela avaliação de um médico.

Os casos assintomáticos da enfermidade, após diagnóstico, também exigem essa medida, bem como casos suspeitos que estão sendo investigados. Se o exame der negativo, a pessoa fica livre, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde. O órgão disse que outro grupo que pode ser isolado é o dos brasileiros que mantém contato próximo com alguém infectado.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte