Política | Democracia?

Flávio Dino quer impedir manifestações do dia 15 de março

O comunista ainda disse que atos populares representam "escalada autoritária"
José Linhares Jr08/03/2020 às 09h53
Flávio Dino quer impedir manifestações do dia 15 de marçoGovernador Flávio Dino quer união de todos contra manifestações do dia 15 de março (Reprodução)

O governador maranhense Flávio Dino (PCdoB) caracterizou como “escalada autoritária” as manifestações populares marcadas para o dia 15 de março. As manifestações do governador vieram após convocação feita pelo presidente Jair Bolsonaro para os atos.

Em Boa Vista, Roraima, o presidente convocou os brasileiros a participar da manifestação e afirmou que o movimento é espontâneo. Os atos foram convocados para criticar a postura de membros do Congresso e ao Judiciário. Para Bolsonaro, não há risco a ordem pública e a classe política não tem o que temer "O político que tem medo de movimento de rua não serve para ser político", disse Bolsonaro.

Em tom de ameaça, Flávio Dino convocou todos a se unirem para impedir os atos que, segundo ele, representam uma “escalada autoritária”.

Em São Luís as manifestações estão marcadas para acontecer na Praça do Pescador, na Avenida Litorânea, às 9h da manhã.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte