Política | Crise

Chefe da Secom nega omissão e pedido sobre fim de contrato

Fabio Wanjgarten disse que ao assumir cargo público não recebeu qualquer advertência para encerrar contratos de sua companhia com empresas que prestam serviços para o Governo Federal; ele disse que seguiria as orientações
08/02/2020

BRASÍLIA - O chefe da Secom (Secretaria de Comunicação) de Jair Bolsonaro, Fabio Wanjgarten afirmou que, ao assumir o cargo público, não houve pedido para que ele encerrasse contratos de sua companhia com empresas que prestam serviços ao governo federal e que o faria caso tivesse sido demandado.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte