Alternativo | Música

Novo single para escutar e dançar

Tiago Máci apresenta a música "Diz que vai, diz que vem", em parceria com a rapper Pantera Black e o produtor musical Adnon Soares
06/02/2020

São Luís - O cantor e compositor maranhense Tiago Máci está apresentando o single “Diz que vai, diz que vem”, já disponível em suas plataformas digitais. A música conta com a parceria inédita da rapper Pantera Black e traz a marca do produtor musical Adnon Soares, da Casa Louca.

Nessa faixa dançante, Tiago Máci aposta na mistura dancehall com o estilo original “Cliola beat Upaon Style”, de Adnon Soares. Pantera Black traz para a música versos de empoderamento feminino, muito presentes em suas letras. “Diz que vai, diz que vem” tem ainda a contribuição dos compositores Helton Tavares e Felipe Mestre e de parceiros de longas datas que somam à carreira de Tiago, como Marcos Magah e Zeca Baleiro.

Além do single “Diz que vai, diz que vem”, “Amor Delivery”, Volume 01, contém mais seis faixas, entre elas, “Beijo à queima-roupa”, feita em parceria com Zeca Baleiro. O videoclipe da faixa foi vencedor do Festival Maranhão na Tela 2019 e está disponível no canal do Youtube do cantor. O disco será o primeiro longplay do artista, com previsão de lançamento para novembro deste ano.

“’Amor Delivery’ é uma nova experiência. Nela, experimento novos estilos, a partir de sons que escutei e estudei durante os últimos anos. A influência e a produção de Adnon Soares são importantes para o amadurecimento desse trabalho, porque, juntos, conseguimos unir o ‘Cliola beat Upaon Style’ aos estilos que venho curtindo - o Triphop, R&B e Dancehall. Todas as músicas do novo trabalho têm essa mistura latina, sem deixar de lado o violão para dar a brasilidade ao som. O disco traz vários elementos, valorizando as especificidades de cada um deles”, explica Máci.

Amanhã, às 22h, durante mais uma edição do Bailão dos Fuleiros, em ritmo de carnaval, Tiago Máci se apresentará ao lado de Totti, Paulão e convidados especiais, no espaço Trem das 11, na Beira-Mar, em frente à RFFSA. Será a primeira apresentação para o público do hit “Diz que vai, diz que vem”, com participação da rapper Pantera Black.

O cantor passou pelas bandas Mandarla e Saga dos salientes, que tiveram músicas executadas pela Rádio Universidade. Seu trabalho solo se iniciou por meio de apresentações no Movimento Sebo no Chão, no Bar Chico Discos, entre outros, apresentando a sua primeira composição, Samba do Fuleiro, ao lado do trompetista Bigorna. Em 2014, Tiago Maci lançou o seu primeiro EP, Mete o amor forte, por diversos festivais de música em São Luís, Rio de Janeiro, Curitiba, Paraná, além de deixar a sua impressão musical, em 2015, na coletânea de um songbook, em homenagem ao cantor Sérgio Sampaio.

Trajetória - Natural de São Luís, capital do Maranhão, Tiago Máci tem mais de 10 anos de carreira. O artista traz na bagagem a influência de grandes nomes da MPB e do samba, com destaque para Noel Rosa, Cartola, Sérgio Sampaio e os maranhenses Zeca Baleiro, César Teixeira e Antônio Vieira.

Máci participou das extintas bandas “Mandarla” e “Saga dos Salientes”. Em 2013, iniciou o trabalho solo nos palcos do Movimento Sebo no Chão: uma ocupação artística coletiva realizada aos domingos na Praça Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Cohatrac.

Nessa época, Máci gravou com o guitarrista e produtor João Simas a primeira música de sua carreira solo, “Samba do Fuleiro”, e se tornou, instantaneamente, um sucesso da cena alternativa de São Luís. Em seguida, gravou seu E.P “Mete o amor forte”, também produzido por João Simas. Quem assina o projeto gráfico do compacto é o artista Gil Leros.

Tiago começou a participar de festivais e eventos musicais diversos em São Luís, Rio de Janeiro, Curitiba e é classificado com a música “À Musa”, para o Prêmio Sorocaba de Música de 2015, para o II Festival MpBrasil (São José do Rio Preto - SP) e, também, para o Festival Pé Vermelho, de Palmas-PR, em 2017.

Em 2018, voltou aos shows, lançou dois singles e ganhou festivais de música nacionais: Festival Pereira Barreto – SP (com a música “À Musa”, por Aclamação Popular).

Ainda no final de 2018, Tiago Máci tocou no Festival Conecta Música BR135, lançou o single “Magma” e foi citado por Zeca Baleiro como revelação para 2019, para o jornalista Pedro Sobrinho durante entrevista coletiva, em São Luís. No mesmo ano, lançou “Beijo à queima-roupa”, enquanto manteve o ritmo pesado para as gravações de “Amor Delivery”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte