Cidades | Folia

Apresentação de blocos e shows movimentam o pré-Carnaval na cidade

Folia começou às 16h de ontem, com apresentação do bloco Afro Omnirá de Cururupu; Largo do Caroçudo ficou lotado pela multidão na Madre Deus
Nelson Melo / O Estado03/02/2020
Apresentação de blocos e shows movimentam o pré-Carnaval na cidadeFoliões se concentraram na Madre Deus e acompanharam apresentações (De Jesus / O ESTADO)

O pré-Carnaval na Região Metropolitana de São Luís está movimentado. As diversas opções de folia estão levando alegria e diversão para a população. Muitas pessoas aproveitam a situação para exibirem suas fantasias, que podem ser feitas em casa ou compradas. Na Madre Deus, tradicional bairro da capital maranhense, o domingo, 2, foi agitado. O fim da tarde e noite foram marcados por apresentações musicais e de blocos. O Largo do Caroçudo ficou lotado.

A programação especial começou por volta das 16h, com a apresentação do bloco Afro Omnirá de Cururupu. O grupo, com seu traje colorido, foi aplaudido pelos foliões, que ocuparam quase toda a extensão da Avenida Rui Barbosa, onde fica o Largo do Caroçudo. As pessoas dançaram empolgadas e acompanharam o ritmo musical, que embalou o fim da tarde de domingo na grande festa cultural, que reúne moradores de vários bairros da Grande Ilha.

A partir das 17h, a folia ficou por conta do Bloco Tradicional Dragões da Liberdade, que animou o grande público. A festa teve continuidade com o show de Gisele Padilha, muito conhecida pelos estudos sobre o movimento negro, especialmente das mulheres. Por volta das 19h, ocorreu a apresentação da escola de samba Turma da Mangueira. Encerrando a programação, o grupo Soul Samba promoveu a alegria dos foliões, às 20h.

Diversão dos foliões
Para a estudante de Pedagogia, Raimunda Carolina, esses momentos de pré-Carnaval são importantes para aquecer a população, mas tudo com responsabilidade. “Eu participo dessas festas há muitos anos. É uma tradição que sigo desde criança. Eu sou filha única. Meus pais também gostam da folia. Eles não vieram porque estão viajando. O importante é brincar consciente”, declarou a jovem.

Ambulantes no local
Enquanto as pessoas se divertiam na folia, outras estavam trabalhando na venda de produtos diversos, entre bebidas alcoólicas, churrasquinho, água, bombons, máscaras, salgados e batata frita. O local estava repleto dos vendedores ambulantes, que se misturavam aos comerciantes da região, que abriram os estabelecimentos comerciais para faturar no pré-Carnaval da Madre Deus.

Noelli de Fátima, 36, que vendia lanches na calçada, bem ao lado do palco, disse que chegou ao local no início da manhã, por volta das 6h, para reservar seu ponto, uma vez que é disputado. “Quando cheguei, já tinha gente aqui. Mas eu consegui deixar tudo montado para o momento da festa. Eu não saí daqui desde então. Meu marido que trouxe meu almoço. Só sairei daqui depois das 22h, quando acabar a festa”, relatou ela, que reside na Madre Deus há quase 30 anos.

Segurança na região
Para o pré-Carnaval, policiais militares do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), da Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam) e do Batalhão de Choque foram deslocados a Madre Deus, devido à frequência de furtos enquanto as pessoas se divertem.
Além da Polícia Militar, equipes da Guarda Municipal e Blitz Urbana fizeram as rondas, no meio dos foliões e também nas imediações, para onde os bandidos sempre fogem correndo quando conseguem levar pertences.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) controlaram o trânsito na região, por meio de cones e das viaturas posicionadas na entrada das ruas. O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) também participou das ações, para realizar os primeiros socorros em casos de problemas de saúde dos brincantes ou em outras situações.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte