No vermelho

Contas do governo apresentam rombo de mais de R$ 95 bi em 2019

Este é o sexto ano seguido que as contas da União fecha com déficit, mas, segundo o Tesouro Nacional, resultado ficou abaixo do previsto que era de R$ 139 bilhões

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h21
Resultado fiscal do primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro é de déficit de R$ 95 bilhões
Resultado fiscal do primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro é de déficit de R$ 95 bilhões (Bolsonaro)

Brasília - As contas do governo apresentaram um déficit primário de R$ 95,065 bilhões em 2019, informou nesta quarta-feira, 29, a Secretaria do Tesouro Nacional.

Isso significa que as despesas do governo federal no ano passado superaram as receitas com impostos e tributos nesse valor. O conceito não inclui os gastos do governo com o pagamento dos juros da dívida pública.

Foi o sexto ano seguido em que as contas ficaram no vermelho. Segundo a série histórica do Tesouro Nacional, esse também foi o menor rombo fiscal desde 2014, ou seja, em cinco anos. Em 2018, o déficit somou R$ 120 bilhões.

Em outubro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o déficit da União fecharia 2019 em R$ 80 bilhões. Em dezembro, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, chegou a prever que o valor ficaria abaixo de R$ 70 bilhões.

Nesta quarta-feira, Almeida afirmou que influenciou o resultado um gasto extra em dezembro de R$ 7,6 bilhões com a capitalização da estatal Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron). Segundo ele, a despesa não estava prevista anteriormente.

Os números oficiais mostram que o governo ficou longe de cumprir o objetivo anunciado no início do ano passado, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, de zerar o déficit fiscal em 2019.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.